14.7 C
Criciúma
terça-feira, maio 28, 2024

Heroico, Tigre busca o empate com o Galo em BH

Bem organizado, Criciúma sai perdendo, mas é valente e busca o empate em 1 a 1, na Arena MRV. Equipe marcou forte e acabou buscando a igualdade nos últimos 15 minutos de partida. Tricolor terá 10 dias de descanso

Tiago Monte

Belo Horizonte/MG

O Tricolor Carvoeiro conquistou um ponto muito valioso, na noite desta quarta-feira, em Belo Horizonte. Após sair perdendo para o Atlético-MG, na Arena MRV, o time treinado por Cláudio Tencati não se apavorou e buscou o empate no final da partida. Gustavo Scarpa, aos 39 minutos do primeiro tempo abriu o placar. No segundo tempo, após cruzamento de Barcia, Matheusinho deixou tudo igual, aos 38 minutos. Organizado, o Tigre se postou bem, segurou a pressão e conseguiu o 1 a 1 com muita disposição. A partida ficou paralisada por oito minutos, na etapa inicial, em função de queda de energia. Forte e guerreiro, o Criciúma segue sem perder na Série A 2024.

No segundo minuto de jogo, o Atlético chegou forte ao ataque. Scarpa cobrou escanteio, mas Hulk deixou escapar. Fechadinho e marcando forte, o Tigre tentava chegar em contra-ataques e até conseguia ter a posse de bola. Aos cinco minutos, Fellipe Mateus recebeu a bola na área, mas foi pressionado e não conseguiu finalizar. A zaga do Galo se recuperou. Primeira chance clara do jogo é do Criciúma. A resposta foi imediata: Otávio bateu colocada, mas Alisson pegou. Aos oito minutos, Rubens se lesionou, após queda involuntária de Fellipe Mateus, e deu lugar a Guilherme Arana. Aos 12 minutos, Alan Franco deu uma entrada forte em Fellipe Mateus, mas o camisa 7 se recuperou.

Organizado, o Tigre não permitia uma forte pressão do Atlético e chegava ao ataque. Aos 17 minutos, Claudinho bateu escanteio e Wallison Maia cabeceou para fora. Aos 19 minutos, Guilherme Arana fez boa jogada pela esquerda, levou para meio e bateu forte para a defesa de Alisson. Aos 23 minutos, a energia caiu parcialmente e o jogo foi paralisado. Metade dos refletores se apagaram. Após oito minutos, a partida foi retomada.

Aos 33 minutos, Bolasie foi derrubado por Maurício Lemos. Falta. Na cobrança, a zaga afastou. Dois minutos depois, Hulk foi derrubado na intermediária. Falta. Na cobrança, a bola pegou na barreira. Aos 39 minutos, Gustavo Scarpa recebeu pela direita, levou para meio e bateu firme para abrir o placar: 1 a 0 para o Galo. A bola chegou a desviar em Trauco e traiu Alisson. Aos 46 minutos, Guilherme Arana recebeu pela esquerda e bateu forte, mas a bola saiu. O Criciúma tentava sair ao ataque, mas não conseguia. Aos 56 minutos, Gustavo Scarpa foi lançado pela direita e bateu forte, mas a bola desviou e foi para escanteio. Após o gol sofrido, o Tigre pouco atacou na primeira etapa.

Empate nos minutos finais de partida

No começo da segunda etapa, o Criciúma tentou ameaçar o Galo. Aos três minutos, Marcelo Hermes invadiu a área, pela esquerda, e cruzou, mas a zaga tirou. Aos seis minutos, após cobrança de escanteio, Gustavo Scarpa pegou de primeira, mas a bola saiu ao lado do gol de Alisson. Quase o segundo do Atlético. E seria um golaço. A resposta foi de Bolasie, em velocidade, mas foi marcado. Escanteio. Após a cobrança, a bola sobrou para Fellipe Mateus que cruzou para Bolasie, que não conseguiu finalizar. Boa chance do Tigre. Aos oito minutos, Hulk foi lançado, mas estava impedido. Ele chegou a cair na área, mas estava adiantado. Aos 10 minutos, Paulinho recebeu na área e bateu, mas Alisson pegou. Na resposta, Fellipe Mateus foi derrubado na intermediará. Falta. Claudinho rolou e Fellipe Mateus bateu forte, mas a bola subiu. O Atlético dominava as ações, mas o Tigre era valente e tentava atacar.

Aos 19 minutos, Fellipe Mateus cruzou e a bola passou na frente de Bolasie, que estava livre. Grande chance do Tigre. Aos 21 minutos, Hulk bateu forte, mas a bola subiu e saiu. Aos 25 minutos, Walisson Maia recuou mal e Alisson teve que se livrar da bola. Quase erro da zaga carvoeira.

Aos 31 minutos, Paulinho avançou, mas não conseguiu passar por Rodrigo. A zaga carvoeira estava bem postada. Aos 36 minutos, Vargas cruzou, Zaracho cabeceou, Alisson desviou e o jovem Alisson do Atlético bateu pela linha de fundo. Quase o segundo gol do Galo. Aos 38 minutos do segundo tempo, após boa recuperação de Barcia, pela direita, o uruguaio cruzou, a zaga do Galo vacilou e Matheusinho completou para a rede: 1 a 1. O gol coroa a atuação competente do Tigre. Aos 43 minutos, uma pequena confusão, na substituição do Tigre, que irritou os atletas do Galo, mas logo acalmada pelo juiz. No final, o atacante Vargas pediu um pênalti, mas o lance foi revisado no VAR e o árbitro nada marcou. O Galo pressionou, mas com muita força, o Criciúma garantiu o valioso ponto em Belo Horizonte.

Campeonato Brasileiro – Série A – 2ª Rodada

Quarta-feira (17/04) – 20 horas – estádio Arena MRV, em Belo Horizonte (MG)

ATLÉTICO-MG

Everson; Saravia, Mauricio Lemos, Igor Rabello e Rubens (Guilherme Arana); Otávio, Alan Franco, Gustavo Scarpa (Alisson) e Igor Gomes (Zaracho); Paulinho (Cadu) e Hulk (Vargas). Técnico: Gabriel Milito.

CRICIÚMA

Alisson, Claudinho, Rodrigo, Walisson Maia (Wilker Ángel) e Miguel Trauco; Barreto (Barcia), Meritão, Marquinhos Gabriel (Arthur Caíke), Fellipe Mateus (Eliedson) e Marcelo Hermes; Bolasie (Matheusinho). Técnico: Claudio Tencati.

Arbitragem: Paulo Belence Alves dos Prazeres Filho (PE); Auxiliares: Alessandro Alvaro Rocha de Matos (BA) e Karla Renata Cavalcanti de Santana (PE). VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ); AVAR: Silbert Faria Sisquim (RJ) e Adriano de Assis Miranda (SP)

GOLS: Gustavo Scarpa (39/1T); Matheusinho (38/2T) (C)

Cartões Amarelos: Rodrigo, Marcelo Hermes, Higor Meritão e Alisson (C); Guilherme Arana e Alan Franco (A)

Cartões Vermelhos: Não houve

Últimas