Adoção responsável: adotar um pet pode ajudar a regular emoções

ONG SOS Vira-Lata promove feira de adoção neste sábado das 11h às 17h

0
262

Criciúma

Adotar um pet é um gesto de amor, além do benefício de ter a garantia de ter um companheiro para os momentos, fazendo assim com o que a qualidade de vida possa se desenvolver. Segundo a psicóloga Aline Rosso Daltoé, a companhia de um novo integrante no grupo familiar pode trazer diversos benefícios. “Ao adotar um pet trazemos para o nosso lar mais um integrante, porque a partir daí ele começa a fazer parte da família. Traz benefícios como harmonização e interação com as pessoas da família. Sem contar o quanto desperta o lado sensível e acolhedor de quem o adota”, explicou.

Durante a pandemia o ato da adoção se tornou muito mais frequente. A relação com os bichinhos e visão sobre a convivência com animais domésticos sofreram mudanças nos últimos anos, principalmente devido ao isolamento social. Segundo o levantamento do Censo pet 2021, realizado pelo Instituto Pet Brasil, durante a pandemia o número de animais de estimação cresceu no país, com 149,6 milhões de pets, sendo 3,7% a mais que no ano anterior, mostrando que a ideia de ter um pet se tornou muito mais frequente entre os brasileiros.

De acordo com Aline, a companhia de animais domésticos como gatos e cachorros pode ajudar a regular emoções. “Um bichinho em casa de certa forma também trabalha com as nossas emoções, como alegria, tristezas, amor e nos traz equilíbrio, principalmente para as crianças, que muitas delas às vezes chegam a desabafar e conversar com o animalzinho. Funciona como uma autorregulação emocional. Visto isso, os benefícios são muito positivos”, comentou a psicóloga.

Gesto de amor: saiba onde adotar

A ONG SOS Vira-Lata promove neste sábado, dia 13 de maio, mais uma feira de adoção responsável. A feira acontecerá no Nações Shopping, em frente à loja Cobasi (apenas como ponto de referência), das 11h até as 17h, e tem como objetivo destinar um lar para 15 animais.

Segundo a voluntária da ONG Juliana Thofehrn, além da adoção existem outros meios de contribuir com a ONG, uma delas é na compra do calendário que estará disponível sábado no espaço da feira. “É uma peça promocional que busca arrecadar fundos para que possamos pagar clínicas, tratamento de animais necessitados. Os animais que são personagens do calendário estavam em situação de vulnerabilidade, foram cuidados pela ONG e hoje têm um lar”, explicou a voluntária.