19.2 C
Criciúma
quarta-feira, julho 17, 2024

Santa Catarina registra 29 mortes por dengue em 2023

Além dos 29 óbitos , 11 permanecem em investigação pelas secretarias municipais de saúde, ou seja, o que pode aumentar o número de mortes por dengue no estado; mais de 29 mil casos foram confirmados

Santa Catarina registrou 29 mortes por dengue em 2023, conforme o boletim epidemiológico atualizado até a última segunda-feira, 08. Além disso, mais de 29 mil casos da doença já foram confirmados.

De acordo com a Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (Dive/SC), além dos 29 óbitos , 11 permanecem em investigação pelas secretarias municipais de saúde, ou seja, o que pode aumentar o número de mortes por dengue no estado.

Joinville destaca-se como a cidade com o maior número de mortes em Santa Catarina, sendo 11 já confirmadas. Além disso, o município conta com outras cinco que ainda estão sob suspeita.

Confirmados de dengue em SC

Ainda entre o período de 1º de janeiro até 8 de maio deste ano, foram 106.118 notificações de dengue em Santa Catarina. Entre eles, 29.082 confirmados, 29.452 foram confirmados, 29.452 descartados, 823 inconclusivos e 46.761 permanecem como casos suspeitos.

Em comparação com o mesmo período de 2022, observa-se um aumento de 31% no número de notificações. Em relação aos casos confirmados, apesar da diminuição em relação ao último ano, a Dive/SC alerta que é necessário cautela quanto a esta tendência, tendo em vista que 46.761  permanecem como suspeitos.

Em relação aos sorotipos circulantes no estado, foram identificados os sorotipos DENV1 eDENV2, sendo que o DENV1 é o sorotipo predominante.

Ainda em relação aos casos confirmados, a Dive/SC aponta que 21.343 são autóctones (transmissão dentro do Estado) distribuídos em 110 cidades catarinenses, sendo que 26 municípios estão em nível de epidemia.

A caracterização de epidemia ocorre pela relação entre o número de confirmados e de habitantes. A OMS (Organização Mundial da Saúde) define o nível de transmissão epidêmico quando a taxa de incidência é maior de 300 casos de dengue por 100 mil habitantes.

Chikungunya e Zika em SC

Ainda de acordo com a Dive/SC, Santa Catarina registrou 31 casos confirmados da chikungunya até a última segunda-feira. Além disso, outros 170 já foram descartados e 167 permanecem como suspeitos.

Na comparação com o mesmo período de 2022, quando foram confirmados 10 de chikungunya, observa-se que em 2023 houve um incremento de 210% de confirmados, considerando que, até o momento, há o registro de 31 casos no Estado.

Já em relação aos de Zika, Santa Catarina registrou 95 suspeitos. Entre eles, 83 foram descartados, cinco inconclusivos e sete permanecem como suspeitos, ou seja, sem confirmados, até o momento.

*Via Portal ND+

Últimas