MPSC denuncia vereador e ex-presidente do Samae de Urussanga

Eles são investigados por peculatos no âmbito da Operação Hera


- PUBLICIDADE -

O Ministério Público de Santa Catarina (MPSC) denunciou um vereador e funcionário do Samae e o ex-presidente do Samae de Urussanga, nesta terça-feira, 11, por peculatos no âmbito da Operação Hera.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

Segundo a denúncia, o ex-presidente, na condição de diretor da Samae, autorizou que o vereador, como operador de máquinas, desviou, em proveito alheio, uma retroescavadeira pública de que tinha a posse em razão do cargo público que exerce.

Consta no documento que o acusado teria ido até alguns bairros do município com o maquinário para realizar serviços particulares, como limpeza, desentupimento de um dreno e a tapagem de buracos.

“Assim, valendo-se de seu cargo público, os denunciados utilizaram indevidamente quantia oriunda dos cofres públicos, a ser individualizada no decorrer da instrução processual, decorrente dos gastos com combustível do veiculo utilizado na prestação de serviços particular, da hora-trabalho do servidor público e da hora-máquina, além de ter exposto o automóvel a desgaste inerente ao uso, tudo isso para suprir finalidade particular de prestar serviço manifestamente alheio ao interesse público e da autarquia”, descreve um trecho da denúncia.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.