Homem com HIV é suspeito de estuprar menina de 7 anos em Brusque

Mãe de menina havia deixado a filha na casa de uma amiga, onde o homem estava, para ir trabalhar e buscou a pequena no dia seguinte quando notou um comportamento diferente da filha e constatou o abuso

Foto: Divulgação/ilustração

- PUBLICIDADE -

A mãe de uma menina de 7 anos de idade denunciou o estupro que a filha sofreu de um conhecido da família na última terça-feira, 16. A mulher teria deixado a filha na casa de uma amiga em Brusque, no Vale do Itajaí, para ir trabalhar e buscou a menina no dia seguinte.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

Quando buscou a criança notou a filha muito calada, com um comportamento diferente do habitual, e após muita conversa a menina contou que havia sido abusada por um homem que estava na casa a qual ela teria passado a noite.

A mãe da menina acionou a Polícia Militar nesta quarta-feira, 17, após ouvir o relato da filha e notar que as partes íntimas da menina estavam machucadas.

O homem foi identificado pela polícia, mas não foi preso por ter passado o período de flagrante. A menina foi levada pela mãe a um hospital em Nova Trento acompanhada pela equipe policial para atendimento.

Segundo a mãe, a menina apresentava ferimentos nas partes íntimas, que foram constatados pela médica que atendeu a criança.

Após primeiro atendimento, a menina foi encaminhada a um outro hospital especializado em atendimento infantil para um melhor acompanhamento, tendo em vista que o suspeito de estupro tem HIV. A ocorrência foi repassada para o Conselho Tutelar de Nova Trento.

Uma guarnição da Polícia Militar de Brusque foi ao endereço do suspeito, abordou o homem, que foi reconhecido pela vítima e a mãe dela. O delegado Caléu orientou a liberar o suspeito, alegando que não cabe mais o flagrante e que pedirá prisão preventiva dele.

*Via ND+

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.