Empresários pedem a Bolsonaro solução para o impasse da BR-470

Um manifesto assinado por 121 entidades empresariais catarinenses foi entregue em mãos ao presidente

Foto: Divulgação/ RCN

- PUBLICIDADE -

Durante visita do presidente Jair Bolsonaro nesta sexta-feira (6), em Joinville, um grupo de empresários pediu solução para o impasse nas obras de duplicação da BR-470, no Vale do Itajaí. Um manifesto assinado por 121 entidades empresariais catarinenses – incluindo Acib – Blumenau, Sindilojas e CDL Blumenau – foi entregue em mãos ao presidente.

O documento tem como principal intuito pedir que o governo federal aceite a proposta do governo do Estado de aplicar R$ 200 milhões em recursos estaduais nos lotes 1 e 2 das obras.

- PUBLICIDADE -

Atualmente, a proposta encaminhada pelo Estado está parada em Brasília, já que o DNIT insiste em apontar que esses recursos também precisam ser aplicados nos lotes 3 e 4. Porém, o governo estadual já sinalizou algumas vezes de que, se a proposta que deram não for aceita, podem retirar os recursos, fazendo com que nenhum lote receba o investimento.

No documento entregue ao presidente, os empresários fazem diversos apontamentos para contextualizar o pedido. Eles listam atrasos na obra, falta de recursos federais para serem investidos nestes dois trechos, problemas para a realização de desapropriações, entre outros. Na sequência, finalizam com um apelo a Bolsonaro.

“Diante da emergência posta, dos fatos elencados, do impasse político criado em torno da duplicação da BR-470/SC, as organizações signatárias clamam ao Presidente da República, Jair Messias Bolsonaro; ao Ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas; ao Diretor-Geral do DNIT, general Antônio Leite dos Santos Filho; que investidos do mais elevado espírito público e patriótico aceitem os recursos do governo do estado para os lotes 1 e 2 da duplicação. São R$ 200 milhões mais que necessários e que podem contribuir de forma decisiva para o bem de Santa Catarina e do Brasil. A parceria precisa dar certo”, diz o trecho final do manifesto.

Via Rede Catarinense de Noticias 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.