17.3 C
Criciúma
quarta-feira, junho 19, 2024

Caravaggio vence e está na Série B do Catarinense

Tiago Monte

Itajaí

Fotos: Fabrício Júnior/Caravaggio Esporte Clube

A cidade de Nova Veneza está em festa. Mais precisamente o distrito de Caravaggio. O Azulão da Montanha está na Série B do Catarinense em 2022. Na tarde deste domingo, o Carava fez 2 a 1 no Itajaí, fora de casa, e garantiu o acesso para a Segundona do futebol de Santa Catarina já no primeiro ano disputando o futebol profissional. Os últimos 20 minutos de jogo foram repletos de emoção. Aos 28 da etapa final, Giba fez 1 a 0 para o Caravaggio. Aos 34 minutos, Chedid fez 1 a 1. Quando tudo parecia encerrado, Baiano fez 2 a 1, aos 39 minutos da etapa final, e garantiu a vaga para o Azulão.

O Caravaggio folga na rodada final, mas já está na final da Série C e também com a vaga garantida para a Segundona do Catarinense do ano que vem. Um dos adversários, inclusive, será o Criciúma, que foi rebaixado neste ano.

O Caravaggio começou a partida buscando o ataque e não se intimidou com o fato de jogar fora de casa. Logo aos dois minutos, o lateral Alisson, do Azulão, levou cartão amarelo em chegada do time de Itajaí. Aos cinco minutos, Jackson cobrou falta pela esquerda, mas o goleiro Edmar afastou. A partida era muito disputada com ambos os times tentando o gol, mesmo assim, a marcação era forte pelas duas equipes. Aos 12 minutos, Alex Costa entrou na área, mas Alisson cortou na hora certa e cedeu escanteio para o Itajaí. Após a cobrança, Danilo tentou completar, mas a bola saiu. O zagueiro do Itajaí estava impedido, mas o lance foi perigoso.

O time da casa aumentou a pressão e passou a chegar mais no gol do Caravaggio. Aos 18 minutos, Maicon Ermo cobrou falta, mas Jean afastou, na volta, o mesmo Maicon lançou para a área e Rafael Bahia caiu na área, mas o árbitro nada marcou. Aos 22 minutos, Alex Costa foi lançado, mas Rafael Bahia afastou de bico, quando o atacante do Itajaí teria a chance de marcar. Os goleiros Marcão, do Caravaggio, e Edmar, do Itajaí, pouco trabalharam na partida até a metade do primeiro tempo.

Aos 31 minutos, Jackson finalizou, mas a bola saiu pela linha de fundo. Aos 33 minutos, Marcel Emerim arrancou pelo meio e, quando iria entrar na área, foi derrubado por Danilo. Falta perigosa para o Caravaggio. O artilheiro da competição ficaria de frente par a o goleiro Edmar. Na cobrança de Wagnão, a bola subiu e foi pela linha de fundo. Aos 37 minutos, para a sorte do Caravaggio, Alex Costa escorregou quando receberia a bola e teria uma boa chance para abrir o placar. Aos 42 minutos, Marcel Emerim fez boa jogada pela direita e bateu cruzado, mas Felipinho e Wagnão não acompanharam e desperdiçaram um bom lance para abrir o placar. Nos acréscimos, Wagnão tocou na bola, mas Edmar colocou pela linha de fundo. Escanteio para o Azulão da Montanha. Na cobrança, a zaga do Itajaí afastou. Um primeiro tempo equilibrado que encerrou sem gols e com poucas oportunidades para os dois times.

Todas as emoções ficaram para o segundo tempo

Precisando da vitória, o Caravaggio voltou mais agudo, em busca do gol. Porém, o time da casa também seguiu atrás da abertura do placar. Aos 12 minutos, Maicon Ermo cobrou falta na área, mas a zaga afastou. No minuto seguinte, Alex Costa tentou o lance de perigo para o Itajaí, mas o mesmo Maicon Ermo evitou e tirou a chance de gol dos donos da casa. Aos 21 minutos, Bruno bateu de fora da área e obrigou Marcão a fazer uma grande defesa.

Na metade do segundo tempo, os jogadores se desentenderam, após uma falta, em um princípio de confusão, mas tudo foi contornado sem maiores problemas. Aos 28 minutos, Jackson fez boa jogada pelo lado esquerdo e cruzou, Wagnão não alcançou, mas Giba cabeceou no canto de Edmar e abriu o placar: 1 a 0 para o Caravaggio. Aos 30 minutos, Guto deu a resposta para o Itajaí, mas a bola desviou na zaga e saiu pela linha de fundo. Dois minutos depois, João Arroio fechou pelo meio e bateu forte, mas a bola explodiu na trave e saiu. Aos 34 minutos, porém, veio o balde de água fria: o Itajaí empatou a partida com Chedid, que bateu cruzado e fez 1 a 1. Entretanto, quando tudo parecia encerrado, aos 39 minutos, Baiano fez 2 a 1 para o Azulão. Após cruzamento , o zagueiro pegou o rebote e estufou as redes de Edmar. Nos acréscimos, aos 49 minutos, Wagnão arrancou livre e teve a chance de ampliar, mas Edmar colocou para escanteio. No final, vitória e acesso do Caravaggio!

Últimas