12.5 C
Criciúma
quinta-feira, abril 18, 2024

Estado pagou quase R$ 2 bilhões em seguros de vida e de doenças terminais

Ao todo, R$ 2,4 bilhões foram em prêmios de seguros de vida (individual e coletivo), prestamista, de acidentes pessoais, doenças Graves e terminais, dotais, funeral, viagem e educacional

Catarinenses pagaram cerca de R$ 1,9 bilhão em seguros de vida e de doenças terminais em 2023. As informações são da Fenaprevi (Federação Nacional de Previdência Privada e Vida).

Ao todo, R$ 2,4 bilhões foram em prêmios — valor pago para ser um segurado, informou a Fenaprevi.

Esse valor foi distribuído em seguros de vida (individual e coletivo), prestamista, de acidentes pessoais, doenças Graves e terminais, dotais, funeral, viagem e educacional.

  • Vida (Individual + Coletivo): R$ 1, 166 bilhão
  • Prestamista: R$ 739 Milhões
  • Acidentes Pessoais: R$ 283 milhões
  • Doenças Graves/Terminais: R$ 81 milhões
  • Dotais: R$ 56 milhões
  • Funeral: R$ 52 milhões
  • Viagem: R$ 14 milhões
  • Educacional: R$ 1 milhão

Segundo a federação, foram devolvidos R$ 552 milhões aos segurados do Estado em benefícios.

Mercado de seguros de SC foi o que em 2º mais cresceu no Sul

Em 2023, o mercado de seguros de pessoas em Santa Catarina cresceu 4,5%, sendo o 2º que mais cresceu no Sul do Brasil. Em primeiro lugar ficou o Paraná, com 4,8%, e em terceiro o Rio Grande do Sul, com 4,1%.

Sobre a previdência privada aberta, a poupança de longo prazo continua em alta em Santa Catarina, e arrecadou mais de R$ 7,3 bilhões (em captação bruta) em 2023.

Brasileiros pagaram R$ 62,5 bilhões em seguros em 2023

Nacionalmente, foram R$ 62,5 bilhões pagos em prêmios de seguros de pessoas, uma alta de 8%. Já a previdência privada brasileira cresceu 8,8%, somando mais de R$ 170 bilhões arrecadados no ano.

Em reservas que constituem a poupança de longo prazo, o país possui mais de R$ 1,4 trilhão.

Atualmente, são 14 milhões de planos de previdência privada aberta comercializados no Brasil, entre individuais e coletivos, de propriedade de 11 milhões de participantes (contagem por CPF único).

*Via ND+

Últimas