24.3 C
Criciúma
quarta-feira, fevereiro 28, 2024

Daniel Alves é condenado a 4 anos e 6 meses de prisão por agressão sexual

Jogador brasileiro Daniel Alves foi condenado nesta quinta-feira (22) pelo Tribunal Provincial de Barcelona; ainda cabe recurso da decisão

O lateral-direito Daniel Alves foi condenado a 4 anos e 6 meses de prisão nesta quinta-feira (22) pelo Tribunal Provincial de Barcelona, na Espanha. A decisão diz respeito ao caso de agressão sexual contra uma mulher albanesa em uma boate da cidade, em dezembro de 2022.

O Júri do atleta aconteceu há pouco mais de duas semanas, entretanto, ele só foi comunicado da sentença nesta quinta (22). O jogador brasileiro de 40 anos, natural de Juazeiro (BA) está preso desde janeiro de 2023 e poderá entrar com recurso para pedir outra análise do caso, que ocorreu em 2022.

Relembre o caso Daniel Alves

O jogador de 40 anos de idade é acusado pela Justiça Espanhola de agressão sexual contra uma mulher dentro de uma boate de Barcelona, em dezembro de 2022.

No depoimento, o jogador afirmou que “mentiu sobre sexo para preservar o casamento”. Ele ainda alegou que havia ingerido bebida alcoólica e que a denunciante não o pediu para parar o ato sexual.

Ministério Público do país pediu nove anos de pena ao atleta, já a acusação pede 12 anos, que seria a pena máxima por agressão sexual. Entretanto, ele foi condenado a 4 anos e meio.

Além do jogador, também foram convocados pela juíza Isabel Delgado Pérez os seguintes envolvidos: Inés Guardiola, advogada do atleta, Ester García, advogada da denunciante, além da promotora Elisabeth Jiménez.

Mesmo com a condenação já confirmada, as partes poderão apresentar um pedido de recurso. A situação faria com o que o caso fosse levado à Sala de Apelações do Tribunal Superior de Justiça da Catalunha.

*Via ND+

Últimas