20 C
Criciúma
segunda-feira, maio 20, 2024

Cobrança de dinheiro de igreja termina em sequestro e tiros em SC

Segundo a Polícia Militar, dupla armada invadiu casa, sequestrou mulher que é tesoureira da igreja e atirou contra um motociclista na área rural de José Boiteux neste domingo (3)

Tesoureiros de uma igreja na área rural de José Boiteux, no Alto Vale do Itajaí, viveram momentos de terror neste domingo (3). Segundo a Polícia Militar, eles tiveram a casa invadida por dois homens armados e encapuzados, que estavam atrás do dinheiro arrecadado em uma festa da comunidade religiosa, horas antes.

Conforme dito pelo casal à polícia, os dois passaram o dia na igreja, voltaram para casa e foram surpreendidos quando iam dormir.

Uma dupla encapuzada e armada invadiu a casa, quebrou o vidro da porta da sala do imóvel e colocou a arma na cabeça do homem e da mulher exigindo o dinheiro arrecadado na festa da igreja.

A mulher de 45 anos, que ajuda o esposo na função de tesoureiro, disse que o valor não estava com eles. Foi quando os suspeitos obrigaram ela a entrar no carro da família e levaram a mulher rendida no seu próprio automóvel.

Vítima foi sequestrada após homens não encontrarem dinheiro da igreja

Sozinho em casa, o tesoureiro pediu para um conhecido ir de moto atrás dos bandidos, na tentativa de resgatar a esposa do sequestro. Em determinado momento, os suspeitos que estavam com a mulher sequestrada resolveram mudar a rota e deram de encontro com o motociclista, de 20 anos de idade.

A dupla atirou no motociclista, que caiu na estrada e foi buscar socorro no hospital de José Boiteux. No local, a Polícia Militar tomou conhecimento do incidente, enquanto o jovem era atendido pelos médicos com uma perfuração de bala na perna.

Em seguida, a mulher vítima do sequestro também chegou ao hospital, dizendo que foi libertada. Ilesa, ela contou que, após atirar contra o motociclista, a dupla resolveu abandonar o carro e a vítima, continuando a fuga em outro veículo, sem levar nada.

A Polícia Militar fez rondas e buscas pela região, porém ninguém foi localizado até o momento. O boletim de ocorrência foi registrado para a Polícia Civil iniciar as investigações do caso.

A Polícia Civil de Ibirama foi procurada pela reportagem do ND+ mas, até o momento, não repassou detalhes acerca da investigação. Não há detalhes sobre o paradeiro dos suspeitos.

*Via ND+

Últimas