Experiências com o boxe em Criciúma

Auxiliar técnico da Seleção Brasileira, Didio Soares, volta a cidade para realizar palestras e workshops para os interessados no esporte


- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Um dos expoentes do boxe, em Criciúma,  Vladson Soares, o Dídio, está de volta a cidade para realizar workshops e palestras aos interessados no esporte. Atualmente, ele mora em São Paulo, onde é auxiliar técnico da Seleção Brasileira de Boxe. Em um período de folga, ele retorna ao Sul do Estado, onde morou por cinco anos. “Eu cheguei no meio da semana passada. Estamos com folga geral e aproveitei para vir para cá fazer alguns workshops e palestras falando sobre boxe. São abertas ao público”, explica Dídio.

Ele é um dos fundadores da Company Boxe Clube, no bairro Pinheirinho, onde acontecerá o encontro do sábado, dia 28. “Será um workshop para participantes, praticantes de boxe e instrutores. Vamos falar sobre metodologias e trabalhos de aulas de boxe. É aberto ao público em geral. Quem tiver curiosidade de saber mais sobre o boxe está convidado. Queremos que as pessoas tenham acesso ao esporte”, diz. Os ingressos estão à venda por 40 reais e podem ser adquiridos na academia. Todos que forem devem levar um quilo de alimento para doar ao Cantinho do Idoso, localizado no bairro Mineira Nova. A duração prevista é de quatro horas.

Hoje, Didio estará ministrando um workshop aos alunos de Educação Física da Faculdade Esucri, de Criciúma. “Vamos falar sobre onde entra a parte de preparação física em todo o projeto de boxe que temos. Isso serve para atletas e praticantes de boxe. Será às 19h30 no auditório”, detalha.

Resultados importantes no esporte de Criciúma

Natural de Bagé (RS), Dídio começou o trabalho com o boxe de Criciúma em 2016. “Ainda não era o formato que a gente desejava, porque eu sempre quis ter um clube de boxe em Criciúma, mas eu vim trabalhar em uma academia que ofertava boxe. Eu acabei vindo e, depois de um ano aqui, a gente montou a Company Boxe Clube. Eu e meu irmão montamos o clube de boxe em 13 de março de 2017”, lembra.

Professor de educação física, Dídio conseguiu trabalhar com alguns atletas, de Criciúma, em parte competitiva. “Não era algo que eu realmente quisesse naquele momento. Eu queria mais para frente, mas o processo foi acelerado. Em 2019, montamos um trabalho de equipe competitiva, de alto rendimento mesmo. A partir desse momento, conseguimos alguns bons resultados, dentro do cenário catarinense. Foi a primeira classificação de atleta de Criciúma para Campeonato Brasileiro”, detalha.

*A matéria completa está no TN desta quarta-feira

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.