Atleta içarense é campeão do 3º Brasileiro de parajiu-jitsu

Dione Luiz da Silva é membro do projeto do Projeto Fabricando Campeões, da academia Soul Fighter

Foto: Arquivo pessoal do atleta

- PUBLICIDADE -

Dione Luiz da Silva, de 38 anos, natural de Içara, é o atual campeão brasileiro de jiu-jitsu paradesportivo. Deficiente visual total há nove anos, após um acidente, o atleta ocupou o lugar mais alto do pódio no Absoluto (participam pessoas com diferentes graus de deficiência visual) e na categoria B1 (cego total), no 3º Brasileiro da modalidade. As conquistas foram obtidas neste mês em competição realizada na cidade de São José, Santa Catarina.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

O atleta ainda ficou com a terceira colocação do Rei do Tatame. “Essa disputa é realizada entre os campeões de todas as categorias e com diferentes deficiências, até mesmo sem algum membro.  E o que posso dizer é que estou muito feliz com os resultados, pois faz apenas cinco meses que voltei às competições”, declarou Dione, entusiasmado. O paradesportista é membro do projeto do Projeto Fabricando Campeões, da academia Soul Fighter de Içara, e conta com o apoio do Governo Municipal.

“O esporte é um dos meios para formarmos cidadãos de bem e do bem e sempre estaremos prontos para apoiar os atletas de nossa cidade que, com muito empenho e dedicação, nos enchem de orgulho e levam o nome de Içara para todos os cantos do mundo”, ressaltou a prefeita, Dalvania Cardoso.

Breve relato sobre Dione Luiz da Silva

Casado Valquíria, pai de três filhos: João Vitor, José Aldo e Agatha – todos praticam jiu-jitsu, Dione pratica o jiu-jitsu há cinco anos. Ficou cego faz nove anos após um acidente e revela que o esporte, aos poucos, mudou a sua vida. “O esporte me ajudou a superar barreiras. Depois do acidente fiquei muito tempo parado e, então, conheci o jiu-jitsu. E foi aí que a minha vida voltou a andar no trilho. Na sequência, vieram as competições. Já no primeiro brasileiro fiquei com o terceiro lugar; nas disputas pelo estado, também coleciono medalhas e troféus. Essas medalhas me dizem que estou no caminho certo, pois a vontade de vencer supera todos os obstáculos. Nunca desista!”, enfatizou Dione.

Foto: Arquivo pessoal do atleta
-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.