Içara passa por seca e governo municipal trabalha para minimizar impacto

Epagri estima prejuízo de quase R$ 16 milhões de reais com a estiagem no município

Foto: Divulgação

- PUBLICIDADE -

O Governo Municipal de Içara, através da Secretaria de Agricultura, Defesa Civil, Serviços Urbanos, em conjunto com a Epagri, trabalha para tentar minimizar os efeitos da seca nas comunidades agrícolas. Levantamento feito pela Epagri apura que os danos já são sentidos por pelo menos 580 produtores, com estimativa de prejuízo já consolidado de R$15,9 milhões, apenas com a primeira safra de milho e soja, produção de leite e rizicultura.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

Ainda não é possível estimar qual poderá ser o prejuízo com as plantações de feijão, nem com a segunda safra de milho e soja, mas os números ainda podem aumentar caso não chova nos próximos dias. Nesse sentido, o climatologista da Epagri, Márcio Sônego, prevê apenas 40 milímetros de chuva pelos próximos dez dias, diante de um déficit de mais de 120 milímetros no período, o que não vai resolver o problema.

Falta água, inclusive, para o consumo humano em muitas propriedades. Para atender essa demanda, o município conta com dois caminhões pipa fazendo a distribuição de água potável nas propriedades rurais. Os moradores que precisarem de água potável devem fazer o agendamento pelos telefones 98414 1524 ou 3431 3500 solicitando a ouvidoria. Os produtores de verduras e frutas que contam com sistema de irrigação para pomares e hortas ainda não sentem os reflexos da seca.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.