20 C
Criciúma
quarta-feira, junho 12, 2024

Criciúma: ACTU não pretende voltar com cobrança de passagens em dinheiro

Thais Borges/Especial
Tribuna de Notícias/Portal TN Sul
Criciúma

Com o início da pandemia no país e o agravamento na região Sul, medidas sanitárias foram tomadas e assim foi em Criciúma. O decreto SG/nº 715/20 de 4 de junho de 2020, estabelece, entre outras determinações, que o serviço de mobilidade urbana na cidade deveria aceitar somente o pagamento de passagem com cartão e que estava proibida a circulação de dinheiro nos interiores de ônibus e terminais.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

Esse decreto continua em vigência e, de acordo com o analista administrativo financeiro da Associação Criciumense de Transporte Urbano (ACTU), Vilson Amaral, o método de cobrança continua. “Permanece devido ao decreto, mas é uma tendência que não volte mais o dinheiro. O objetivo, realmente, é fazer com que as pessoas obtenham o cartão”, afirma.

Horários de ônibus

Devido às férias, os horários de ônibus em Criciúma estão reduzidos. Na volta às aulas, os horários de pico nos períodos da manhã, tarde e noite serão ampliados. “À medida que as aulas vão voltando, os ônibus vão voltando também”, destaca Gustavo Medeiros, diretor de Trânsito e Transporte do município e responsável pela avaliação e remanejo de horários de ônibus.

Nos horários além dos de pico, a rota dos ônibus foi diminuída devido a baixa procura pelo serviço. De acordo com o diretor, a média diária de usuários antes da pandemia variava entre 50 a 60 mil e, atualmente, esse número está entre 25 a 30 mil. “É feito um estudo diariamente da necessidade dos horários. No entre pico, que é aquele das 9h às 11h, das 14h às 16h e depois das 19h, houve uma redução de horário porque não tem passageiros”, confirmou Medeiros.

Como fazer o cartão

Há duas maneiras para adquirir o Cartão Cidadão. Uma delas é a retirada do cartão em qualquer terminal: o da Próspera, Central ou Pinheirinho. Para retirá-lo, você paga R$ 7,80 e o cartão já vem com uma passagem de R$3,90. É possível cadastrar o nome do usuário no cartão através do número (48) 3431-7777 no Whatsapp e, com isso, outra passagem fica disponível no cartão após o cadastro no sistema.

A outra forma de fazer o Cartão Cidadão é presencial, na sede da ACTU. É necessário fazer uma recarga mínima inicial equivalente a duas passagens, ou seja, R$7,80. A primeira via do cartão de Estudante e Professor também são feitas presencialmente e não é necessário fazer recargas.

Como recarregar

A recarga dos cartões de Estudante, Professor e Cidadão pode ser feita em qualquer um dos três terminais e também de forma digital através do aplicativo RecargaPay.

Recadastramento de estudantes

Há um novo método de recadastramento de cartões de estudantes na ACTU. Através do aplicativo Si.Go, disponível nos sistemas Android e Ios, os alunos podem anexar os documentos solicitados e aguardar a validação, que acontece em até três dias. É preciso estar atento caso o recadastro não seja validado e seja necessário realizar um novo.

Para aqueles que ainda não tem cartão de estudante, a primeira via é gratuita e é feita somente na sede na ACTU e exige os seguintes documentos:

  • Atestado de matrícula referente ao ano letivo de 2022;
  • Comprovante de residência atual, de um dos últimos três meses;
  • Certidão de Nascimento ou carteira de identidade;
  • CPF
  • Presença do estudante para foto digital (gratuita);
  • Caso for menor de idade, vir acompanhado dos pais ou um responsável;

Últimas