BRs: Amin tem reunião com ministro da Infraestrutura nesta segunda

Nesta terça, 17, o Senado realiza uma audiência pública para tratar da proposta de destinação de R$ 350 milhões de recursos do governo do Estado para obras em rodovias federais

Foto: Agência Senado

- PUBLICIDADE -

Na tarde desta segunda-feira, 16, o senador Esperidião Amin (Progressistas) vai se reunir com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, para acertar os últimos detalhes antes da audiência pública que definirá o destino do investimento estadual nas BRs catarinenses.

“Eu vou fazer uma prévia. A reunião importante é amanhã”, disse Amin. “Eu estou tentando um acordo entre o governo federal e o governo estadual. Seja lá qual for este acordo”, afirmou o senador, embora sinalize que é favorável à sugestão do Executivo estadual de aplicar os recursos nos lotes 1 e 2 da BR-470.

- PUBLICIDADE -

Nesta terça, 17, o Senado realiza uma audiência pública para tratar da proposta de destinação de R$ 350 milhões de recursos do governo do Estado para obras em rodovias federais. Em Brasília, o encontro terá a presença do governador Carlos Moisés da Silva, do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, e de parlamentares catarinenses. A sessão inicia às 9h e é considerada como decisiva pelo governo do Estado para destinar, ou não, os recursos.

“Eu espero que a novela tenha um final feliz. Muito mais importante do que a data é o resultado. Eu estou me esforçando muito. Na semana passada eu e senador Dário Berger (MDB) estivemos com o governador dialogando sobre as alternativas”, declarou.

“O final feliz seria um acordo entre o governo do Estado e o governo federal”, diz .”O deputado [Rogério] Peninha (MDB) é autor de uma frase que diz ‘quem paga o conjunto musical, tem direito de escolher as músicas'”, acrescentou. “Nós vamos fazer uma festa, eu pago o conjunto, e não posso escolher as músicas? Pelo menos algumas né”, complementou.

A audiência também tratará de outras ações de infraestrutura do Estado, como a possibilidade de construção de uma segunda pista junto ao Aeroporto de Navegantes. O problema é que o terminal foi concessionado e o contrato de concessão não previa uma pista para receber aviões de carga, o que é uma demanda da região. A questão foi judicializada pela Procuradoria-Geral do Estado (PGE).

A audiência tem na pauta também a discussão sobre a construção de terceiras faixas da BR-282 entre Lages e Florianópolis e a aplicação do marco legal das ferrovias em Santa Catarina.

Via Rede Catarinense de Noticias 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.