Treviso celebra 26 anos de história

Cidade é conhecida pela mineração e pelas belezas naturais espalhadas pelo município

- PUBLICIDADE -

Treviso

A cidade de Treviso comemora hoje, dia oito de julho, 26 anos de emancipação. Porém, segundo informações que constam na obra ‘Treviso 100 Anos’, da autora Zeide Carminati de Lorenzi, a chegada dos primeiros imigrantes aconteceu em 1891, quando os italianos que estavam a bordo do navio “Cachemir” deixaram o porto de Gênova, rumo ao Brasil, ou mais especificamente a Nova Treviso – em homenagem a Província de Treviso na Itália, no Sul catarinense. As famílias eram oriundas das províncias de Treviso, Bérgamo, Cremona e Ferrara.

- PUBLICIDADE -

Após 35 anos, quando o território trevisano já havia se transformado em civilização à moda italiana, mais precisamente em 2 de julho de 1926, o Conselho Municipal de Urussanga, através do Projeto de Lei nº 103, decretou a criação do Distrito de Paz de Treviso.

Com essa conquista, um plano de emancipação começou a tomar forma, mas a Lei nº 380, de 19 de dezembro de 1958, criava o município de Siderópolis – para onde passaria a pertencer o Distrito de Treviso.

Em 19 de março de 1995 é realizado o Plebiscito de Emancipação. Dos 2.076 eleitores do Distrito, 1423 compareceram às urnas, dos quais 1373 votaram a favor da emancipação, somando um total de 68,55%. Desta forma, em 8 de julho de 1995, o governador do Estado de Santa Catarina, em exercício, José Augusto Hülse, sancionou a Lei nº 9.864 de Emancipação Política e Administrativa do Município de Treviso.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.