SC libera vacinação de trabalhadores industriais

Os funcionários da indústria eram o único grupo prioritário definido pelo Plano Nacional de Imunizações que ainda não havia iniciado a imunização

Foto: PMF
- PUBLICIDADE -

A Comissão Intergestores Bipartite (CIB), que reúne gestores da Secretaria de Estado da Saúde (SES) e do Conselho de Secretarias Municipais de Saúde de SC (Cosems/SC), decidiu nesta quinta-feira (1º) dar início à vacinação de trabalhadores industriais e encerrar a abertura de novos grupos prioritários.

Os funcionários da indústria eram o único grupo prioritário definido pelo Plano Nacional de Imunizações que ainda não havia iniciado a imunização. Pelo acordo, as prefeituras devem reservar 30% das doses recebidas para este grupo prioritário e destinar as outras 70% para a cobertura por faixa etária.

- PUBLICIDADE -

A SES chegou a pedir ao Ministério da Saúde uma suplementação de doses para este grupo já que o setor industrial do Estado afirma que há mais do que o dobro de trabalhadores do que o estimado pelo Ministério. Apesar disso, a Secretaria vai trabalhar com o número apontado pelo IBGE, de mais de 300 mil – segundo a Fiesc são mais de 700 mil.

Segundo membros da SES, a pasta estima que mais de 30% deste grupo prioritário já tenha sido imunizado, seja pela faixa etária, comorbidade, ou outro grupo anterior.

A CIB também definiu que não definirá novos grupos prioritários. O órgão atendeu a todas as prioridades do Ministério e decidiu focar na imunização por faixa etária.

Para o secretário da SES, André Motta Ribeiro, o próprio governo federal já indicou um grande número de grupos prioritários e o melhor agora é seguir por idade. Ribeiro afirmou também que leis aprovadas que estabeleçam prioridades valeriam para os próximos anos, o que pode atrapalhar futuras campanhas de imunização.

Via Rede Catarinense de Notícias 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.