Satc Transformando Vidas: um futuro construído a várias mãos

Empreendedorismo visto em sala de aula fez com que o aluno, Lucas Urbano, encontrasse sua aptidão pelos negócios, área essa que escolheu para estudar em Portugal


- PUBLICIDADE -

Criciúma

Uma das ferramentas mais importantes para o desenvolvimento social e profissional das pessoas, a educação, tem papel fundamental na preparação das novas gerações de estudantes, que estão em aproximação constante com inovações e transformações tecnológicas. A construção de um futuro se inicia desde o momento em que se prende a formar as sílabas, fazer continhas com os dedos e até mesmo segurar o lápis corretamente.

- PUBLICIDADE -

Essa base educacional sempre fez e faz parte dos pilares do Colégio Satc, instituição que Lucas Urbana construiu sua bagagem do saber por nove anos e que hoje alçaram um longo voo até Portugal. A partir dos conteúdos de empreendedorismo visto em sala de aula, o aluno encontrou o gosto pelos negócios, área que escolheu para seguir em sua formação.

A história de Lucas com a Satc iniciou em 2011, no 4º ano, após escutar seus pais falarem do desejo de matricularem os filhos na instituição. “Desde de bem pequeno eu ouvia meus pais contanto da admiração que eles tinham pela Satc e quando vim estudar aqui muitas coisas mudaram. Dali em diante não consigo imaginar qualquer área da minha vida que não tenha sido transformada pela Satc”, evidencia Lucas Urbano.

Uma tradição forte da instituição é a perpetuação de ensino por várias gerações e na família do aluno quem construiu a ponte dessa história foi sua mãe, Taís Agda da Rosa, ex-aluna e hoje professora no Ensino Infantil e 1º ano do Ensino Fundamental. “Fui aluna da Satc e trago comigo boas recordações dessa época e por acreditar na educação do colégio é que levei meus filhos para esse lugar incrível que é a Satc. Um ano após eles terem entrado como aluno eu os acompanhei como professora onde leciono desde 2012 com muito amor”, conta Taís.

Educação que transforma

Proporcionar aos alunos atividades que complementem todo aprendizado de sala de aula faz parte das inúmeras ações propostas pela Satc. Além de contribuírem para a interação social, a realização de projetos proporciona novas conexões e em alguns casos são ferramentas que auxiliam crianças e jovens a se identificarem com determinada área do conhecimento. “Os projetos que participei me mostraram mais sobre a minha pessoa, o que gosto, a aptidão que tenho e habilidades que poderia desenvolver. A Satc sempre me ofereceu opções para além das salas de aula, seja para liderar uma equipe na Olimpíada Brasileira de Robótica. Ou até mesmo elaborar uma ideia para startup no projeto Fábrica de Ideias e desenvolver o empreendedorismo, a criatividade e a comunicação”, ressalta Urbano.

Para Taís, a Satc foi fundamental para a formação de Lucas. “Não foram apenas conteúdos e sim muitos saberes, muitas oportunidades como o Arte e Letras, a Olimpíada Brasileira de Robótica em 2019, curso técnico, oficinas, feiras, gincanas, o inglês da Unidade de Idiomas (UDI). São diversas atividades ofertadas que foram importantes nesse processo educacional dele”, destaca.

Conexão Portugal

Buscando novos horizontes e fronteiras para ultrapassar, Lucas foi estudar em Portugal o curso de Línguas e Relações Empresariais na Universidade de Aveiro. Com uma formação focada em negócios, uma das prioridades do curso é o aprendizado de idiomas mais utilizados no mercado, no caso do ex-aluno Satc a escolha foi seguir aprendendo inglês que já havia iniciado no colégio. “É interessantíssimo pensar que eu sequer faria esse curso se não tivesse descoberto minha afinidade por negócios ao ter participado de atividades extracurriculares sobre empreendedorismo oferecidos na Satc, como a Fábrica de Ideias, Cocreation e Startup Weekend”, salienta.

A realização de um filho faz parte da realização de uma mãe, e saber que a base que formou Lucas foi forte e inovadora deixa Taís orgulhosa. “Como mãe vi meu filho com vontade de vencer acreditando que era possível a realização desse sonho. Elenco como principal transformação a confiança que o Lucas tem, pois ele sabe que estudou e deu o seu melhor. Como educadora via o Lucas como um aluno dedicado, desses que não deixa para recuperar depois, se é pra fazer sempre teve que ser bem feito”, enaltece.

Mesmo já tendo se formado na Satc, as pessoas que formam a instituição seguem apoiando os sonhos de Lucas. “Para vir estudar aqui tive alguns gastos, e ainda estou tendo, então precisei fazer uma vaquinha e muitas pessoas da Satc contribuíram e ajudaram, desde alunos até professores. Isso fez e faz toda diferença para mim, o meu muito obrigado a todos”, finaliza.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.