Despedida ao músico Airton Machado, do Garotos de Ouro

Ele morava com a esposa em Içara e morreu em grave acidente de trânsito na BR-282

Foto: Guilherme Cordeiro / TN

- PUBLICIDADE -

Érik Borges

Criciúma

- PUBLICIDADE -

Ele escolheu o município de Içara para viver nos últimos anos, juntamente com a esposa Renata da Rosa Machado. Airton Machado, músico e fundador da banda Garotos de Ouro, sofreu um grave acidente com o ônibus que dirigia, na BR-282, na região de Palhoça. E a despedida aconteceu no Crematório Catarinense, no bairro Quarta Linha, em Criciúma.

A Prefeitura de Içara emitiu uma nota de pesar sobre o acontecimento. “O governo municipal recebe a informação da morte do morador de Içara e vocalista da banda Garotos de Ouro, vítima de acidente automobilístico. Nossos sentimentos à família e amigos neste momento de dor”, diz o comunicado oficial.

O morador de Criciúma e amigo do músico há 43 anos, João Carlos da Silva, que é dono de uma empresa de produções artísticas conta que e a morte de Airton o deixou chocado. “Hoje perdemos um grande amigo e um grande artista”, relata Silva.

Ele conta que muitas vezes Airton participou dos eventos da produtora. “Ele é meu amigo do peito que eu tinha como um grande amigo e ele tinha eu como quase um pai para ele. Tudo o que ele precisava de mim eu sempre estava disposto. Airton era um cara trabalhador, calmo e realizava um trabalho extraordinário”, define Silva.

O Garotos de Ouro tem 43 anos de fundação. “O pessoal não vai deixar a banda parar. E se depender de mim, eu farei de tudo pra ajudar pra que tudo continue andando. A banda tem décadas de estrada e o Airton tem mais de 50 músicas de sucesso. Era um grande compositor, gaiteiro e cantor”, declara da Silva.

Sonho de criança

Dhianine Alves é sócio-proprietário da banda. Mas antes disso, ele é fã, amigo de Airton e grande admirador do Garotos de Ouro, desde os oito anos de idade. Foi na casa de Dhianine que Airton dormiu na noite anterior ao acidente. As últimas risadas, o último almoço e a despedida. “Conversamos sobre a banda, negócios, trabalho, mas também brincamos, rimos, ele dormiu na minha casa, em São Joaquim. E de madrugada recebo essa notícia que arrasou com tudo”, lamenta Alves.

Ele se diz uma pessoa iluminada e privilegiada por ter essa oportunidade de ter conhecido Airton e trabalhado com ele. “Sempre sonhei em conhecer ele. E foi uma pessoa que me ensinou muita coisa nessa trajetória de parceria. Eu fico de coração partido. Quando ele me ofereceu parte da banda, ele me disse: quero alguém que esteja junto, para que quando eu falte, não deixe o Garotos de Ouro acabar. E é isso que eu vou fazer”, projeta Alves.

Alves lembra que Airton era uma pessoa bem-humorada, muito profissional e com muitos planos. “Eu tinha um sonho de criança, acompanhava a banda desde oito anos de idade. Comprei a parte da banda dele, mas infelizmente tudo que tínhamos planejado, teremos que seguir sem ele. O legado dele não vai morrer”, afirma Alves.

Festa de 50 anos

Uma festa de 50 anos do Garotos de Ouro estava planejada para o dia 12 de outubro do ano que vem. De acordo com ele, a banda toda está em choque. “Ele era uma pessoa que sempre tentou ensinar a todos. Sempre muito honesto, correto. O Airton sempre foi um ícone da musica gaúcha. O fundador de quase todos os ritmos, a maneira de trabalhar, de conduzir a banda”, diz Alves.

Ele revela que está recebendo ligações de todas as regiões do país, com pessoas declarando pesar sobre o ocorrido, além de veículos de comunicação de todo o Brasil. “O Brasil inteiro está chamando para falar sobre ele. Isso mostra a dimensão que ele tem, não só no Sul, mas no Brasil todo”, pontua Alves.

A esposa de Airton, Renata da Rosa também estava no ônibus, foi levada ao hospital, mas passa bem. Ela se manifestou nas redes sociais com a publicação de uma foto do cantor e os dizeres: “Descanse em paz meu amor”.

O setor comercial da banda informou que o ônibus era usado em casos específicos, como por exemplo, a ocasião do fim de semana, em que ocorreu uma live em São Joaquim e todos os equipamentos e estrutura de som precisaram ser transportados no ônibus. Já os demais integrantes da banda seguiam viagem com veículos próprios.

 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.