Fora de casa, Tigre pode encaminhar a vaga

Caso vença o Paraná, no sábado à noite, Criciúma torce por derrotas de Figueirense e Botafogo-SP para virtualmente se classificar à próxima fase da Série C. Como de praxe, time titular só será divulgado uma hora antes do jogo


- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Curitiba

- PUBLICIDADE -

Com quatro rodadas de antecedência, o Criciúma pode virtualmente se classificar para a próxima fase da Série C. Para isso, o time precisa vencer o Paraná, neste sábado, a partir das 19 horas, em Curitiba. Além disso, o Tricolor Carvoeiro torcerá por derrotas do Figueirense e do Botafogo-SP. Ituano e Novorizontino, respectivamente, são os adversários dos outros dois times. Desta forma, Figueira e Botafogo só poderiam chegar à mesma pontuação do Tigre.

Desta forma, o Furacão perderia no número de vitórias. Já o time de Ribeirão Preto precisaria vencer todos os três últimos jogos restantes e torcer para o Criciúma perder todos os três confrontos finais. Assim, o Tricolor Carvoeiro estará virtualmente classificado se vencer no sábado e os dois adversários perderem os jogos desta rodada. A garantia matemática da vaga viria com um empate, na rodada seguinte, diante do mesmo Botafogo-SP, no Majestoso.

O primeiro passo é superar os paranistas e obter a segunda vitória fora de casa na Série C. “Independente do adversário, sempre vamos para vencer o jogo. Dentro ou fora de casa. Estamos conseguindo fazer bons resultados dentro de casa e fora sempre vamos para ganhar também”, garante o lateral Claudinho.

O jogo decisivo deste sábado é encarado de forma natural pelo jogador. “Como todos os outros jogos. Até agora só tivemos jogos decisivos, independente se é em casa ou fora, qualquer adversário é uma final para nós”, diz o jovem.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.