Região tem laboratório de eficiência energética com tecnologia italiana

Equipamento está instalado na instituição de ensino Cedup Criciúma, com o intuito de qualificar estudantes e profissionais

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

A região Sul foi contemplada com um importante equipamento para a qualificação da mão de obra. O Centro de Educação Profissional Abílio Paulo (Cedup) de Criciúma recebeu, por meio da parceria entre a Secretaria de Estado da Educação (SED) e a Celesc, a instalação de um laboratório de eficiência energética com tecnologia italiana.

“Temos um desafio constante de mão de obra qualificada e a implantação deste laboratório é de extrema importância, contribuindo para o aperfeiçoamento dos profissionais que já estão trabalhando nas indústrias e proporcionando aos estudantes do Ensino Médio um conhecimento prático ímpar, além de contribuir com pesquisas na área”, destaca o presidente da Associação Empresarial de Criciúma (Acic), Moacir Dagostin, que juntamente com diretora executiva da entidade, Maria Julita Volpato Gomes, conheceu as instalações do laboratório durante esta semana.

- PUBLICIDADE -

O laboratório possui bancadas com equipamentos que permitem o estudo de diversas áreas. Os estudantes estão sendo preparados para aplicar desde sistemas de iluminação e instalações elétricas residenciais, prediais e industriais, até sistemas de microgeração de energia renovável como solar, fotovoltaica, eólica e célula de combustível de hidrogênio. Além da utilização aos alunos da entidade educacional, cursos de formação inicial e continuada (FIC) gratuitos serão oferecidos para a comunidade, como o de Domótica, uma tecnologia que integra mecanismos automáticos de um espaço residencial.

“A intenção também é possibilitar aos alunos das demais escolas acesso ao aprendizado, levando módulos do laboratório em sistema itinerante, e a abertura de novos cursos como o de Eletrotécnica, e a possibilidade de parceiras com a iniciativa privada e outras instituições de ensino”, reforça o professor de Física, Felipe Torquato, responsável pelo laboratório.

Os professores da instituição foram treinados pelos técnicos da empresa italiana De Lorenzo, que instalou o laboratório. A empresa De Lorenzo é uma das primeiras do mundo na concepção, desenvolvimento e produção de equipamentos de formação técnica e profissional.

Apoio às empresas e comércios

Os seis Cedups de Santa Catarina – Joinville, Chapecó, Lages, Tubarão, Criciúma e Blumenau – receberam os laboratórios para que os alunos aprendam e atuem na otimização do uso de energia elétrica tanto em casa quanto em indústrias e comércios. O Cedup Criciúma é atualmente o maior centro de educação profissional do Estado, com cerca de 2 mil estudantes.

“Somos ainda a segunda maior escola do Estado, atendendo os 45 municípios do Sul, e o objetivo é que este laboratório possa ser utilizado para toda a região. Estamos organizando encontros com os prefeitos para apresentar o projeto. Um laboratório dessa importância dentro da economia que se pode fazer em energia elétrica precisa estar aberto para toda a comunidade e as empresas”, ressalta a diretora do Cedup Criciúma, Maristela Bolan.

“Ficamos muito felizes com a visita da Acic. A aproximação com o setor produtivo é essencial para qualificar a nossa mão de obra. Estamos à disposição das empresas para capacitar os colaboradores”, complementa.

Laboratório pleno

Conforme Maristela, o Cedup Criciúma foi contemplado pelo Estado com o laboratório nível intermediário. “Somente Joinville recebeu o laboratório completo. Estamos trabalhando para receber os demais equipamentos e torná-lo totalmente eficiente e pleno”, pontua Maristela.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.