Próspera joga pela recuperação

Sem chance de classificação e também livre do fantasma do rebaixamento, Time da Raça vai até Jaraguá do Sul para tentar reverter a fase ruim

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Jaraguá do Sul

- PUBLICIDADE -

São oito jogos sem conhecer uma vitória. Já sem chance de se classificar para a Série A Catarinense de 2020 e também sem o risco de rebaixamento, o Próspera vai até Jaraguá do Sul para enfrentar o Juventus, no domingo, às 15 horas. O adversário é o vice-líder e disputa o acesso com o Concórdia.

O Time da Raça não vence há oito partidas. O último triunfo aconteceu diante do Barra, fora de casa, ainda no primeiro turno, em 29 de junho. De lá para cá, foram quatro empates e quatro derrotas. Restam dois jogos para o encerramento da fase de classificação e o Próspera busca melhorar a campanha para terminar o campeonato em alta. “A gente está focado, sim. Não deixamos de lado o objetivo e sabemos da nossa responsabilidade. Apesar dos resultados não estarem sendo ao nosso favor, mas a gente tem feito grandes jogos. Estou cansado de repetir isso”, pontua o técnico Luiz Paulo Bugre.

O Time da Raça tem mais volume de jogo que os adversários, porém, não consegue colocar a bola na rede. Na quarta-feira, diante do Barra, no estádio Mário Balsini, a equipe chegou a sair perdendo, mas buscou o empate. “O que está faltando para nós é o que vocês sabem: os gols. A gente, onde passa, onde joga, as pessoas ficam impressionadas com a maneira do nosso time jogar, a nossa postura”, comenta Bugre.

Restam dois jogos – diante de Juventus e Fluminense – para o Próspera encerrar a participação na Série B e o objetivo é buscar, ao menos, uma vitória para terminar o campeonato de forma honrosa. “Nosso objetivo é buscar uma vitória para não terminar o campeonato em uma sequência ruim. Estamos focados nisso. Sabemos da responsabilidade e vamos buscar a vitória para terminar o campeonato com dignidade e moral. O grupo é bom e os guris merecem”, finaliza Bugre.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.