28.7 C
Criciúma
sábado, fevereiro 24, 2024

Mulher é morta por PM após invadir casa de ex e esfaquear agente em SC

Em nota, a PM lamentou a morte e justificou que tentou conter a mulher de outras formas durante um confronto, que envolveu um ataque de Pitbull

Em confusão na porta da casa do ex-marido, uma mulher foi morta pela PM (Polícia Militar) na madrugada de domingo (11), em Lacerdópolis, Meio-Oeste Catarinense. Segundo a PM, ela foi baleada após invadir a casa e ameaçar de morte o ex-marido e seus próprios filhos.

Conforme relato da PM, o ex-marido chamou a viatura e, no momento da abordagem policial, a mulher esfaqueou uma agente e soltou um cachorro Pitbull para atacar os demais policiais.

O cachorro foi contido pelo ex-marido e a policial esfaqueada contou com a proteção do colete, que evitou uma lesão mais grave. Não satisfeita, a mulher ainda teria entrado novamente na casa para buscar outras duas facas.

A PM afirma ter tentado conter a ex-esposa, mas, alega que, com a continuidade das agressões, teve de atirar na perna da mulher, que não sobreviveu.

Morte de mulher será investigada

Segundo o coronel Ronaldo Branco, comandante do 26º BPM, a ocorrência foi toda gravada pela câmera corporal do policial.

Agora, o caso segue por dois canais: um Inquérito Policial Militar (IPM) e outro Inquérito Policial (IP), esse último feito pela polícia judiciária.

Major justifica ação da PM

Comandante da 2ª Cia de Polícia Militar de Capinzal, o major Vilmar Rosa justifica que a autora teve diversas oportunidades de cessar a agressão, “porém, optou por investir contra a vida dos policiais”.

Ele classificou a ação policial como “dentro da lei” e disse que se os agentes não tivessem agido “vidas inocentes seriam ceifadas”.

*Via ND+

Últimas