32.1 C
Criciúma
sábado, fevereiro 24, 2024

Vereadores aprovam X-salada como patrimônio cultural imaterial de Criciúma

Projeto do vereador Zairo Casagrande foi a votação ontem durante a sessão da Câmara

Criciúma
politica@tnsul.com

Uma das pautas discutidas durante a sessão ordinária da Câmara de Vereadores de Criciúma desta terça-feira foi o Projeto de Lei Nº 102/2023, que declara o “X-Salada Criciumense” como patrimônio cultural imaterial do município.

Característico da gastronomia da cidade, o lanche chegou até o Legislativo através da ideia do vereador Zairo José Casagrande (PDT). De acordo com ele a lei tem por objetivo fortalecer, promover e incentivar o comércio local, que atua no ramo com sua receita original desde o século passado, e perdura no município gerando empregos e alimentando grande parte de sua população.

Ao defender a sua ideia, o pedetista citou que Criciúma conta com mais de 50 lanchonetes que oferecem o lanche em sua receita típica, onde em apenas uma delas, por exemplo, já chegou a produzir aproximadamente duas mil unidades em apenas um fim de semana.

“Nós temos aproximadamente 60 empreendedores raízes de nossa cidade que enfrentam multinacionais. Alguns há 30 anos esse produto só está crescendo, aumentando seu consumo. O objetivo do projeto é fortalecer o comércio local”, justificou o vereador proponente.

Com a aprovação, a lei agora depende da promulgação do prefeito Clésio Salvaro, para, realmente, tornar o “Xis-Salada Criciumense” um patrimônio cultural imaterial da cidade.

Leia mais matérias completas na edição desta quarta-feira, dia 6, do jornal impresso Tribuna de Notícias. Ligue para 48 3478-2900 e garanta sua assinatura.

Últimas