28.2 C
Criciúma
quarta-feira, fevereiro 21, 2024

Concurso artístico do Bairro da Juventude supera expectativas

Concretur Construtora, idealizadora da ação, decidiu ampliar o número inicialmente previsto de premiados e concedeu 10 menções honrosas por conta da qualidade dos trabalhos inscritos

Uma proposta levada a crianças e adolescentes do Bairro da Juventude para materializar em arte uma expressão de amor ganhou corpo e teve resultados além do imaginados no momento do convite, feito pela Concretur Construtora. Os vencedores do concurso cultural foram conhecidos na manhã desta quinta-feira (30) e receberam suas premiações, em ato no Centro Lúdico de Inovação e Criatividade (CLIC), da instituição.

Mais de 300 crianças e adolescentes envolvidas com a instituição inscreveram seus trabalhos artísticos no concurso. Poderia ser desenho, poesia, pintura, qualquer expressão em um papel A4 com uma espressão de amor. A qualidade das produções surpreendeu tanto a comissão julgadora que a Concretur resolveu ampliar o número de vencedores. A ideia inicial era cinco e, ao fim, foram seis premiados com R$ 1 mil em vale-compras em um supermercado do bairro Pinheirinho. E outras 10 crianças receberam uma “menção honrosa” e R$ 100, também em vale-compras.

Além da premiação financeira, as artes vencedoras vão decorar o tapume do futuro empreendimento a ser lançado no bairro Pinheirinho pela Concretur, o residencial Torres di Francia. “A experiência desse concurso foi espetacular e muito melhor do que esperávamos. Nossa ideia era envolver as crianças, colocando um espaço para destacar a criatividade e o potencial delas, expondo em um lugar de destaque na cidade e deixar a comunidade mais alegre. Agora queremos fazer também uma galeria de arte no futuro empreendimento com esses trabalhos”, afirma o CEO da Concretur, Crisitano Machado Marques.

Um dos artistas premiados foi Gustavo Manoel da Rocha, que faz parte da vida do Bairro da Juventude há 14 anos, quando criança. Hoje estudante do curso profissionalizante de eletroeletrônica e dando os primeiros passos na carreira de tatuador, transportou para a arte elementos da própria essência. “Como o tema era envolver o amor, pensei que a vida em si já é amor. Então eu quis transmitir um pouco das nossas vivências, do olhar, da face, de formas diferentes de mostrar esse sentimento”, conta.

O juri avaliador do concurso foi formado por quatro pessoas – um representante do Bairro da Juventude, dois da Concretur e um convidado da Administração Municipal. Responsável pela organização da ação pela instituição, a orientadora pedagógica do Centro de Educação Profissionalizante, Gislene Francisconi de Costa, enalteceu a adesão das crianças e adolescentes. “Ficamos muito felizes com a grande participação, a qualidade dos trabalhos e por saber que o resultado disso tudo será compartilhado com a comunidade dentro de um empreendimento que homenageia o nosso fundador da Ordem dos Rogacionistas, Padre Aníbal Maria di Francia”, pontua.

Últimas