18.4 C
Criciúma
quinta-feira, fevereiro 22, 2024

“Fica na senzala”: médico que acorrentou caseiro terá de pagar R$ 300 mil

Márcio Antônio Souza Júnior, conhecido por Doutor Marcim, foi condenado a 2 anos e 6 meses de prisão por racismo; caso aconteceu em Goiás

O médico Márcio Antônio Souza Júnior, condenado a dois anos e seis meses de prisão por racismo, terá de pagar R$ 300 mil de indenização após gravar e humilhar, em 2022, seu caseiro, um homem negro que trabalhava em sua fazenda em Goiás. 

A defesa vai recorrer da decisão, que saiu nesta terça-feira (28).

O vídeo mostrava o funcionário com mãos, pés e pescoço acorrentados. “Falei para estudar, mas ele não quer. Então vai ficar na minha senzala. Tenta fugir, pode ir embora”, dizia o médico, conhecido como Doutor Marcim, na sequência.

Após repercutir na internet, o vídeo foi apagado e o médico pediu desculpas pela “brincadeira”. “Hoje eu entendo que é sem graça, idiota, irresponsável e muito infeliz.”

A Justiça de Goiás já havia bloqueado R$ 2,4 milhões em bens de Marcim.

*Via Portal R7

Últimas