16.2 C
Criciúma
domingo, dezembro 10, 2023

Tigre tem jogo “de vida ou morte” longe do Majestoso

Diante do CRB, em Maceió, Criciúma precisa vencer para seguir com esperança de acesso para a Série A em 2024. Empate ou derrota podem ser considerados “balde de água fria” nas pretensões do Tricolor Carvoeiro

Tiago Monte

Maceió/AL

Chegou a hora da verdade para o Tricolor Carvoeiro. Diante do CRB, neste sábado, a partir das 17 horas, em Maceió, só a vitória interessa para o time treinado por Cláudio Tencati ainda ter esperança de conseguir o acesso para a Série A em 2024. Com 51 pontos ganhos, a quatro do G4, o Tigre necessita dos três pontos para se manter próximo aos primeiros colocados. Para isso, o time precisará quebrar um jejum: mais de três meses sem vencer como visitante.

O último triunfo, longe do Majestoso, aconteceu há mais de três meses. Em oito de julho, o Criciúma superou o ABC, em Natal. Na ocasião, Fellipe Mateus marcou o gol solitário do jogo. De lá para cá, são dois empates e seis derrotas, em oito partidas disputadas fora de casa. “O foco total, agora, é fazer um bom jogo em Maceió. Acredito que, se fizermos um bom jogo, jogarmos bem, a vitória vai vir naturalmente e vamos continuar na briga pelo acesso”, comenta Fellipe.

O jogador aposta em uma atuação equilibrada do Criciúma. E, para ele, aí está o caminho para a vitória longe de casa. “Vamos trabalhar o que precisa para que joguemos bem lá e eu acredito que, jogando bem, vai acontecer as coisas naturalmente e voltaremos a vencer e fazer bons jogos fora de casa, consequentemente voltaremos para a briga”, ressalta.

Campeonato Brasileiro – Série B – 33ª Rodada

Sábado (21/10) – 17 horas – estádio Rei Pelé, em Maceió (AL)

CRB

Diogo Silva; Hereda, Fábio Alemão, Ramon Menezes e Guilherme Romão; Falcão, Anderson Leite, Lucas Lima, João Paulo (Renato) e Léo Pereira; Anselmo Ramon. Técnico: Daniel Paulista

CRICIÚMA

Gustavo; Jonathan, Rodrigo, Walisson Maia e Helder; Barreto, Arilson e Fellipe Mateus; Fabinho, Éder e Hygor. Técnico: Cláudio Tencati

Arbitragem: Felipe Fernandes de Lima; Auxiliares: Leonardo Henrique Pereira e Marcyano Silva Vicente (trio de MG); VAR: Carlos Eduardo Nunes Braga (RJ); AVAR: Fábio Pereira e Adriano de Carvalho (ambos de TO)

Últimas