12.5 C
Criciúma
quinta-feira, abril 18, 2024

Mães protestam em busca de respostas por mortes de bebês

Uma reunião deve ser marcada para debater sobre o caso, juntamente com a Câmara de Vereadores

As mães de bebês atendidos pelo Hospital Materno Infantil Santa Catarina estiveram em uma manifestação na manhã desta quinta-feira, dia 5, em frente à unidade hospitalar. A mobilização que contou com a participação do Conselho Municipal de Saúde de Criciúma, e a Ong de Mulheres Negras (Munmvi), busca respostas sobre a morte de crianças e outras que teriam ficado com sequelas.

Também participou do protesto a Ong de Mulheres Negras (Munmvi). – Foto: Henrique Ferreira

O protesto foi marcado pela comoção dos familiares que seguravam cartazes de revolta ao tratamento prestado pelo hospital. Uma reunião deve ser marcada para debater sobre o caso, juntamente com a Câmara de Vereadores. Uma nova manifestação está sendo discutida. Segundo Jéssica Bruna, mãe de um menino de um ano e um mês, desde a demora dos procedimentos e tomadas de decisões erradas, o quadro do seu filho agravou.

O protesto foi marcado pela comoção dos familiares que seguravam cartazes de revolta ao tratamento prestado pelo hospital. – Foto: Henrique Ferreira/ TN

“A piora do meu filho aconteceu aqui dentro do hospital, eu cheguei a implorar por um tratamento melhor, mas sempre era falado que deveríamos esperar. A situação foi ficando cada vez mais grave, até que chegou a um estágio que não havia mais como recuperar. Hoje, ele se alimenta somente através de sonda”, lamenta Jéssica.

A mãe também relata a dificuldade de cuidar sozinha do menino, que necessita de uma atenção especial, além dela já ter uma outra filha. “Eu tive que sair do meu emprego, e me dedicar ao meu filho. Ele é uma criança que sofre com crises convulsivas, e também passa mal constantemente. Desde a última vez que eu estive no hospital, a parte respiratório dele não se normaliza. A unidade somente alega que é um quadro clínico que já é dele”, detalha.

Foto: Henrique Ferreira/ TN

O Hospital Materno Infantil Santa Catarina se manifestou em forma de nota.Confira:

Informamos que no dia 2 de outubro foi realizada uma reunião que contou com a participação do Conselho Municipal de Saúde de Criciúma, mães de pacientes e o Instituto.

No entanto, como já informado anteriormente, os casos levados a conhecimento já foram analisados tecnicamente, sendo que maiores informações não podem ser fornecidas, tendo em vista o sigilo dos dados.

Reunião do Conselho de Saúde

O vice-presidente do Conselho de Saúde de Criciúma Júlio Cesar Zavadil esteve presente no protesto e manifestou em favor das mães. “O Hospital Santa Catarina foi chamado para a reunião do conselho, porém, não apresentou nada, sendo somente falado que a unidade é de excelência. As mães participaram deste encontro, mas não foram procuradas pelo HMISC”, explica Zavadil.

Foto: Henrique Ferreira/ TN

De acordo com o representante, a busca segue pela transparência e respeito com as mães. “Iremos realizar uma grande reunião, e a Comissão de Ouvidoria dará continuidade a recepção dessas denúncias, sendo levado o relatório ao Conselho Municipal de Saúde, e após essa deliberação, encaminhado ao Ministério Público e aos órgãos fiscalizadores e responsáveis para análise”, indica Júlio Cesar.

Durante a mobilização, o vereador Manoel Roseng (PP) esteve presente no ato público, e dará continuidade no pedido para a reunião com a Câmara Municipal de Criciúma.

Últimas