20 C
Criciúma
quarta-feira, junho 12, 2024

Marquinhos marca no fim, e Brasil vence o Peru pelas Eliminatórias

Seleção mantém 100% de aproveitamento, e fica na liderança do torneio classificatório

Em uma partida que se encaminhava para um empate frígido, a seleção brasileira contou com uma cabeçada de Marquinhos, aos 45 minutos do segundo tempo, para vencer o Peru por 1 a 0, pela segunda rodada das eliminatórias da Copa do Mundo.

Com o resultado, o Brasil mantém 100% de aproveitamento, e fica na liderança do torneio classificatório – a Argentina, com os mesmos seis pontos, fica atrás, por conta dos critérios de desempate.

O Peru, com um ponto conquistado, fica na sexta colocação, dentro da zona de classificação para o próximo mundial.

A canarinha volta a campo contra a Venezuela, no dia 12 de outubro, na Arena Pantanal, em Cuiabá. A seleção peruana enfrenta o Chile, no mesmo dia, fora de casa, em Santiago.

A partida

Os primeiro 45 minutos de partida foram marcados por muitos duelos físicos, e faltas táticas para travar o jogo.

O time de Fernando Diniz foi surpreendido pelos peruanos, que subiram a linha de marcação, forçando os erros da saída de bola adversária.

Apesar disso, as duas equipes apostavam na construção de jogo pelas bolas longas, e foi assim que o Brasil abriu o placar – posteriormente marcado impedimento.

Em grande lançamento de Casimiro, Neymar recebeu pelo lado esquerdo do campo, tocou para o meio da área, e apesar de Richarlison não conseguir dominar, a bola sobrou para Raphinha fuzilar a rede adversária.

A comemoração, no entanto, durou pouco tempo, após o auxiliar decretar corretamente o impedimento na jogada, pela posição irregular do camisa dez no início do lance.

O Brasil tinha maior domínio da posse de bola, e doze minutos depois, marcou novamente, após Bruno Guimarães cruzar com precisão para Richarlison, de cabeça, marcar.

O fim do calvário do pombo, todavia, foi novamente anulado, após análise (interminável) do VAR, que após seis minutos, determinou impedimento do jogador do Tottenham.

Mesmo forçando alguns passes, foi possível perceber que o Brasil ganhava campo, e conseguia neutralizar as ações ofensivas dos donos da casa.

Na etapa final de jogo, o nível técnico da partida piorou dos dois lados. O Peru parecia acomodado com o resultado, e o Brasil, cometendo os mesmos erros nos passes verticais, não conseguia criar chances de gol.

Neymar, diferente do que foi contra a Bolívia, na estreia das Eliminatórias, fez uma partida abaixo do esperado, ainda mais no segundo tempo. A estrela brasileira jogou mais próximo dos volantes, em uma tentativa de clarear o início das jogadas, mas sem sucesso.

A grande chance de abrir o marcador veio com Gabriel Jesus, que entrou no decorrer do jogo, que arriscou de fora da área, obrigando o goleiro Gallese a fazer grande defesa, com as mãos trocadas.

Em uma partida que se encaminhava para um empate, na teoria justo, o Brasil conseguiu abrir o placar com o zagueiro Marquinhos, que após a saída de Thiago Silva da seleção, se tornou uma das principais lideranças deste grupo.

Aos 45 minutos da etapa final, Neymar cobrou escanteio na primeira trave, e Marquinhos, antecedendo os marcadores, subiu mais alto, e cabeceou cruzado. A bola ainda resvalou no goleiro peruano antes de entrar no fundo do gol.

Cabeceio letal de Marquinhos – FOTO: REUTERS/SEBASTIAN CASTANEDA – 13/09/2023

Festa brasileira em Lima, que apesar de uma noite pouca inspirada, comemora um excelente resultado contra uma seleção difícil de se jogar contra.

Erros de passe chamam atenção
Neymar foi alvo da marcação peruana – FOTO: SEBASTIAN CASTANEDA/REUTERS – 13.09.2023

Com ampla vantagem na posse de bola (62%), um ponto negativo da noite brasileira foi a quantidade de passes errados.

Segundo dados do Sofascore, foram 74 erros neste quesito. 

A tentativa de forçar passes em profundidade, e os erros na saída de bola “ajudaram” a aumentar a estatística.

Ficha técnica

Peru x Brasil
Eliminatórias da Copa do Mundo 2026 – América do Sul
2ª rodada
Data e hora
: 12/09/2023, às 23h (de Brasília)
Local: Estádio Monumental “U”, Lima (PER)
Árbitro: Fernando Rapallini (ARG)
Assistentes: Diego Yamil Bonfá (ARG) e Facundo Rodriguez (ARG)
VAR: Germán Delfino (ARG)
Cartões amarelos: Raphinha (BRA); Cartagena (PER); Tapia (PER); López (PER); Bruno Guimarães (BRA)
Cartões vermelhos: /
Gols: Marquinhos (BRA)
Peru: Gallese, Corzo, Abram, Tapia, Trauco (Alex Valera); Yotún, Wilder Cartagena (Jesús Castillo) e Marcos Lopez; Andy Polo (Joao Grimaldo), Carrillo(Ruidíaz) e Guerrero.

Técnico: Juan Reynoso

Brasil: Ederson; Renan Lodi, Gabriel Magalhães, Marquinhos, Danilo (Vanderson); Casemiro, Bruno Guimarães (Joelinton), Neymar (Raphael Veiga); Richarlison (Gabriel Jesus), Rodrygo, Raphinha (Gabriel Martinelli).

Técnico: Fernando Diniz

*Via R7

Últimas