20 C
Criciúma
quarta-feira, junho 12, 2024

“Biodanza”: uma melhor qualidade de vida para orleanenses

Projeto visa práticas integrativas para as pessoas da terceira idade

Orleans
Alexandra Cavaler
cidades@tnsul.com

Desde a última semana, os idosos do município de Orleans contam com mais uma atividade voltada à qualidade de vida. O Projeto Biodanza tem por objetivo oferecer uma forma a mais de cuidar da saúde mental e física de pessoas acima dos 60 anos de idade.
Segundo a secretária de Serviço Social, Roseli Moraes Silva, a proposta surgiu do desejo de proporcionar algo mais no dia a dia dos idosos.

“Eu estava querendo fazer algo a mais para os nossos idosos, sempre preocupada em trazer mais saúde e bem-estar a eles. E aí em conversar com o seu Luiz Legnani, presidente da associação, ele falou da Biodanza e dos benefícios à saúde e me passou o contato do professor que ministra as aulas. Marcamos, ele me apresentou os benefícios e se voluntariou para fazer as aulas sem custo algum. Ficamos felizes e gratos por ele doar esse tempo para fazer tão bem aos nossos idosos”, explicou.


SUS e ministério da saúde

O professor Constantino de Freitas frisou que a Biodanza é uma das Práticas Integrativas e Complementares (Pics), que o SUS e o Ministério da Saúde indicam como uma forma de melhorar a saúde das pessoas. “Trabalhamos muito a questão de a pessoa trabalhar e como se conectar com sua vitalidade, alegria, vontade de viver e prazer de viver. É uma aula que traz uma conexão com a vida. Porque não falamos em doença, e todo esse processo de conexão de cuidado com a vida é para que as pessoas se sintam sempre evoluídas. O método é via dança e movimento” pontuou.

Foto: Nilton Alves/TN

Leia a matéria completa na edição desta terça-feira, dia 12, do jornal impresso Tribuna de Notícias. Ligue para 48 3478-2900 e garanta sua assinatura.

Últimas