18 C
Criciúma
terça-feira, abril 23, 2024

Centro cirúrgico do Hospital em Criciúma ganha berço aquecido

O berço permitirá que as mamães submetidas à cesariana não se separem de seus bebês em sua primeira hora de vida, conhecida como a hora dourada

O contato pele a pele entre mamãe e recém-nascido deve iniciar imediatamente após o nascimento e ser contínuo, prolongado e estabelecido entre toda a mãe e filho saudáveis. Seguindo este protocolo, o Hospital Materno-Infantil Santa Catarina (Hmisc), de Criciúma, estreou nesta semana o berço aquecido do centro cirúrgico. O berço foi adquirido pela Secretaria de Estado da Saúde, com recursos da portaria nº 3186, do Ministério da Saúde.

O berço permitirá que as mamães submetidas à cesariana não se separem de seus bebês em sua primeira hora de vida, conhecida como a hora dourada. “Durante esse período, o contato pele a pele deve ser estimulado o mais cedo possível. Ele facilita a amamentação, diminui a mortalidade e traz muitos benefícios para a mãe e o bebê”, explica Anne Kamilis Prudêncio Dias, coordenadora do Centro Obstétrico.

Antes o bebê nascia e o médico já o levava para uma sala ao lado do centro cirúrgico, longe da mãe para avaliar, pesar e realizar outros procedimentos necessários. Agora, assim como no centro obstétrico, o bebê é atendido junto à mamãe.

Os profissionais de saúde possuem um papel determinante para o contato precoce pele a pele. A prática favorece o apego, a confiança e a satisfação da mãe. “Também tem efeito positivo sobre o aleitamento materno e, como consequência, a mulher é protagonista do seu parto”, destaca Anne Kamilis.

Nascimentos

Referência no atendimento a gestantes de alto risco da região Sul do Estado e com índice zero de morte materna, o Hospital Materno-Infantil alcançou, na sexta-feira, 18, a marca de 13 mil partos realizados. O marcador de partos e nascimentos naquela unidade já bateu nesta terça, 22, 13.036 partos trazendo ao mundo 13.167 bebezinhos e bebezinhas.

O Hmisc é uma unidade da Secretaria de Estado da Saúde (SES), gerido pelo Instituto de Desenvolvimento, Ensino e Assistência à Saúde (IDEAS).

*Via Governo do Estado de Santa Catarina

Últimas