14.7 C
Criciúma
terça-feira, maio 28, 2024

Internacional: incêndio florestal no Havaí já registra 80 mortos

Estradas e escolas foram fechadas; maior desastre natural havia ocorrido em 1960, quando um tsunami matou 60 pessoas

O número de mortos nos incêndios florestais no condado de Maui subiu para 80 neste sábado, segundo autoridades locais, tornando-o um dos desastres naturais mais mortíferos da história do Havaí. O balanço anterior era de 67 mortes.

Equipes ainda buscam por sobreviventes e muitas pessoas continuam desaparecidas. Na noite de sexta-feira, os moradores de Kaanapali foram evacuados depois que a polícia disse que havia focos no local.

A vice-governadora do Havaí, Sylvia Luke, decretou estado de emergência. Estradas e escolas foram fechadas por causa do fogo. Só os funcionários de serviços de emergência podiam circular.

Os incêndios, alimentados pelos fortes ventos do furacão Dora, que passou ao sul, pegaram a ilha de Maui de surpresa. Carros foram carbonizados e prédios históricos foram destruídos.

As chamas devastaram o equivalente a 800 campos de futebol e obrigaram milhares de moradores a deixar suas casas. 

Pessoas se viram forçadas a correr para a água para se proteger das chamas e muitas não conseguiram se salvar. Outras morreram queimadas ou pela inalação de fumaça.

As autoridades de Maui pediram a todos os visitantes que abandonassem a ilha o mais rápido possível e organizaram viagens de ônibus para transportar os turistas até o aeroporto de Kahului. Lá, muitos ficaram sem ter para aonde ir depois que seus voos foram cancelados ou adiados.

*Via Portal R7

Últimas