18.9 C
Criciúma
sábado, junho 15, 2024

Tigre vence e se mantém entre os quatro primeiros

Tiago Monte

Criciúma

Fotos: Celso da Luz/CEC

A estratégia do técnico Cláudio Tencati funcionou: o Tricolor Carvoeiro voltou a vencer, pela Série B do Brasileiro, e não deixou criar uma sequência negativa na competição. Nesta quarta-feira à noite, diante do Sport, o time fez 1 a 0, foi melhor em campo, principalmente na etapa inicial, e se manteve entre os quatro primeiros da competição. O gol da partida foi marcado por Rômulo, logo aos três minutos de jogo. O jogo teve dois tempos distintos: no primeiro, o Criciúma foi amplamente superior. Já na etapa final, o Sport equilibrou, chegou a acertar a trave, mas o Tigre conseguiu garantir os três pontos.

O Tricolor Carvoeiro começou a partida como já é habitual em casa: pressionando o adversário. Aos dois minutos, Éder caiu na entrada da área, na meia lua, mas o juiz nada marcou. No minuto seguinte, o gol saiu: Fellipe Mateus cruzou da esquerda e Rômulo, que voltava de suspensão, subiu mais que a defesa e cabeceou firme para vencer Renan: Tigre 1 a 0. É o quinto gol do jogador com a camisa do Tigre. O Criciúma seguiu pressionando e quase ampliou, com o mesmo Rômulo, aos cinco minutos, mas a zaga afastou. O Tricolor Carvoeiro começou amassando o Sport. Aos 11 minutos, Felipe Vizeu tocou para Éder, na entrada da área, mas Chico travou o chute. Na sequência, Marcelo Hermes cruzou e Cristovam pegou de voleio, mas saiu fraco. Renan pegou. A primeira chegada dos pernambucanos aconteceu aos 12 minutos, quando Vagner Love lançou Fabrício Daniel, mas Walisson Maia se recuperou bem e roubou a bola do atacante.

Aos 16 minutos, Rômulo encontrou bem Marquinhos Gabriel pelo meio, perto da área, mas a finalização saiu longe do gol. No minuto seguinte, Felipe Vizeu fez jogada individual, mas bateu torto. A partida perdeu velocidade e ficou mais equilibrada. Aos 20 minutos, Luciano Juba recebeu na entrada da área, porém, não finalizou bem. Aos 23 minutos, Cristovam cruzou e Felipe Vizeu não conseguiu superar Chico. Chance desperdiçada pelo Tigre.

Aos 33 minutos, em contra-ataque, Marcelo Hermes cruzou da esquerda, mas Eder cabeceou mal. Aos 36 minutos, novamente Éder foi lançado, tentou dar um voleio, mas estava impedido. Superioridade grande do Criciúma em campo. Aos 37 minutos, Felipinho invadiu a área e bateu forte, a bola desviou em Rodrigo, mas Gustavo fez um milagre. Na sobra, o camisa 6 do Sport bateu forte, mas Gustavo brilhou de novo e pegou com o pé. Espetáculo do camisa 1 dó Criciúma. Aos 40 minutos, Rodrigo e Marcelo Hermes falharam e Fabrício Daniel finalizou, mas bola pegou no lateral esquerdo do Tigre e saiu. Melhor momento dos pernambucanos na primeira etapa. Aos 45 minutos, após boa jogada de ataque, Cristovam bateu forte e Renan fez grande defesa. Quase o segundo gol do Criciúma. No final da primeira etapa, vitória carvoeira com muita superioridade. “Feliz demais pelo gol, mas ainda mais pela entrega do time. O Sport é um time que também vai brigar pelo acesso, então, temos que ficar atentos. No segundo tempo temos que tentar ampliar ou, pelo menos, manter o resultado”, diz o volante Rômulo, no intervalo.

Disputa equilibrada na etapa final de partida

Logo no primeiro minuto da segunda etapa, Fellipe Mateus foi derrubado na intermediária. Falta forte de Sabino. Na cobrança de Rômulo, a bola saiu alta. Aos quatro minutos, após cobrança de escanteio, Marcelo Hermes finalizou, mas Renan pegou. A bola saiu mascada. O Sport tentou avançar mais, mas o Tigre se segurava bem na defesa. Com saídas rápidas para o ataque, o Criciúma tentava pressionar o adversário, mas tinha dificuldade para finalizar. O jogo estava controlado pelo Tricolor Carvoeiro, mas o Sport tentava apertar no ataque.

A partir dos 15 minutos, o time nordestino passou a dominar mais o jogo, com o Tigre tendo dificuldades para avançar ao ataque. A partida perdeu qualidade, com os dois times errando passes e priorizando a marcação. Aos 23 minutos, Luciano Juba cobrou falta da intermediária. E quando todos achavam que ele cruzaria, o jogador do Sport tentou surpreender Gustavo que colocou para escanteio. Na cobrança, Sabino desviou de cabeça e Vagner Love completou, também por cima, mas no travessão. Escapa o Tigre. O Sport cresceu no segundo tempo e passou a dominar a partida.

Após algum tempo sem chegar ao ataque, o Tigre cavou escanteio. Aos 33 minutos, Fellipe Mateus cobrou e Arilson cabeceou para a fácil defesa de Renan. Aos 41 minutos, Felipinho recebeu na esquerda, dentro da área, e bateu forte para outra grande defesa de Gustavo. A resposta do Tigre veio com Fellipe Mateus, que bateu na rede, mas pelo lado de fora. Na reta final da partida, o Tigre conseguiu se segurar e voltou a vencer na Série B.

 

Campeonato Brasileiro – Série B – 8ª Rodada

24/05 (quarta-feira) – 21h30 – estádio Heriberto Hülse, em Criciúma

CRICIÚMA

Gustavo; Cristovam (Claudinho), Rodrigo, Walisson Maia e Marcelo Hermes (Helder); Arilson, Rômulo (Léo Costa), Fellipe Mateus e Marquinhos Gabriel (Crystopher); Felipe Vizeu e Éder (João Carlos). Técnico Cláudio Tencati

SPORT

Renan; Pedro Martins (Jorginho), Chico, Sabino e Felipinho; Ronaldo Henrique (Gabriel Santos), Fabinho e Ítalo; Fabrício Daniel (Wanderson), Luciano Juba e Vagner Love. Técnico: Enderson Moreira

Arbitragem: João Vitor Gobi ; Auxiliares: Daniel Paulo Ziolli e Miguel Cataneo Ribeiro da Costa (trio de SP). VAR: Adriano de Assis Miranda (SP). AVAR: Ciro Chaban Junqueira (DF)

GOL: Rômulo (3/1T) (C)

Cartões Amarelos: Walisson Maia (C); Ronaldo Henrique e Felipinho (S)

Cartões Vermelhos: Luis Fernando (auxiliar técnico) (S)

Público: 12.709

Renda: R$ 240.940,00

Últimas