21.5 C
Criciúma
terça-feira, abril 16, 2024

Comissão especial realiza audiência sobre violência obstétrica na terça

A relatora lembra que a pesquisa Nascer no Brasil aponta que 45% das mulheres entrevistadas disseram ter sofrido algum tipo de violência obstétrica no SUS

A comissão especial sobre violência obstétrica e morte materna da Câmara dos Deputados promove novo debate na terça-feira (16), a pedido da relatora, deputada Any Ortiz (Cidadania-RS), e das deputadas Sâmia Bomfim (Psol-SP) e Soraya Santos (PL-RJ).

A relatora lembra que a pesquisa Nascer no Brasil aponta que 45% das mulheres entrevistadas disseram ter sofrido algum tipo de violência obstétrica no SUS. Na rede privada esse percentual fica em 30%.

Já Sâmia Bomfim cita uma pesquisa da Fundação Perseu Abramo, segundo a qual uma em cada quatro mulheres brasileiras é vítima de violência no momento do parto ou pré-natal.

Soraya Santos alerta ainda para o grande número de subnotificações já que várias agressões e a realização de procedimentos desnecessários costumam ser naturalizados pelas grávidas.

A audiência será realizada a partir das 15 horas, no plenário 7.

Foram convidadas para discutir o assunto com a comissão, a doula Letícia Benevides; o médico obstetra Marcos Nakamura e a coordenadora do Núcleo Especializado no Direito da Mulher, Tatiana Bia Fortes.

Últimas