Polícia Civil instaura novo inquérito contra vereador de Urussanga

O vereador foi indiciado por extravio de documento público

Foto: Arquivo/TN

- PUBLICIDADE -

Na tarde desta quinta-feira, 10, após requisição do Ministério Público e informações contidas em inquérito policial onde o vereador foi indiciado por extravio de documento público, coação no curso do processo e crime ambiental, foi instaurado no inquérito policial para apurar crime de peculato desvio.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

Em 2019, na condição de Secretário da Agricultura, mesmo sabendo que era ilegal, intermediou o envio de areão para possível eleitor, sem cumprir as regras da Lei da Porteira Aberta, onde é necessário o pagamento de uma quantia para que serviços sejam feitos pela Secretaria da Agricultura do Município dentro da propriedade do contribuinte.

O vereador já havia sido indiciado também por peculato culposo, fraude processual, posse irregular de arma do fogo, peculato desvio, advocacia administrativa e desobediência.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.