Tencati celebra o crescimento do Tigre

Treinador vê o elenco com o lado emocional em alta e de olho em uma das três vagas restantes para a Série A de 2023


- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Brusque

- PUBLICIDADE -

Após a vitória diante do Brusque, fora de casa, que colocou o Tigre na briga pelo acesso para a Série A em 2023, o técnico Cláudio Tencati exaltou o lado emocional da equipe.“Hoje, nós conseguimos três pontos importantes, que trabalhamos para o jogo. O primeiro era construir a vitória, assim a gente cravaria a permanência. Fomos para 46 pontos, então, garantimos a vaga na Série B 2023. Segundo: existia um tabu: o Criciúma não ganhava aqui há cinco anos. Até em casa estava apanhando, nas últimas temporadas, e o Criciúma hoje fez por onde. O terceiro  ponto que frisamos era aproximar do G4 e estar no bolo. Como é importante e gostoso ver o Criciúma na ponta de cima da tabela, a três pontos do G4. Isso é maravilhoso. Os jogadores responderam muito bem às questões emocionais”, diz.

Tencati exalta a qualidade do adversário e o quão difícil seria o jogo. “Sabíamos que seria um jogo extremamente difícil, porque a gente sabia que o Brusque teria que buscar algo diferente contra nós, porque se perdesse, como perdeu, ficaria em uma situação muito delicada, como ficou. Então, sabíamos que seria um jogo super difícil. A gente sabe o momento do Brusque: é um time experiente, com qualidade, mas as coisas não estão encaixando. O Criciúma, em alguns momentos, também respeitou, porque sabíamos que seria complicado”, pontua.

Para o treinador do Criciúma, após a saída de Marquinhos Gabriel, o conjunto do Criciúma ganhou em importância. “Os grandes responsáveis foram os atletas. Eles assumiram o papel. Claro que, com o Marquinhos, ele era nosso líder técnico. Ele chegou a ser capitão. Quando isso ocorreu e aquele tapa que tomamos do Novorizontino, que foi forte. Coincidiu: a saída do Marquinhos e a porrada que levamos lá do Novorizontino. Isso, na minha opinião, mexeu com o brio dos jogadores. A gente fez uma reunião, em seguida a isso, e as atitudes mudaram. Os jogadores assumiram esse papel e nós, internamente, fomos trabalhando a força da equipe”, ressalta.

O alerta para o segundo gol carvoeiro

Tencati advertiu Hygor e Lohan para que ficassem atentos a uma falha da defesa do Brusque, que poderia gerar um gol ao Tigre, como aconteceu. “No intervalo, eu citei para o Hygor e o Lohan ficarem atentos ,que o Wallace estava saltando junto com o lateral esquerdo, em cima de um dos dois, e a bola sobraria. Assim, o Hygor foi feliz na infiltração, como o Lohan na disputa, e saiu o gol”, destaca.

O técnico comenta que as defesas do goleiro Gustavo também foram fundamentais para o triunfo do Criciúma. “O Gustavo fez algumas intervenções fundamentais e isso foi importante. Assim como os zagueiros e laterais que nos ajudaram a sustentar o placar”, diz. “O Criciúma fez por onde: se defendeu bem aqui e não sofreu riscos”, completa.

O Criciúma não perde a oito jogos. Para o treinador, isso faz com que o time jogue mais solto. “Muito. Isso no pré-jogo, a gente sente. No dia a dia de treinamento, no vestiário não tem aquela tensão que tinha, em alguns momentos, onde precisava vencer pela manutenção na Série B. A gente sabe que tem um peso. Quando você elimina esse problema, o risco de descenso não existe mais e você está brigando na parte de cima, pega uma sequência de vitórias, a gente gosta de ganhar, mas não gosta de perder. Então, quando você encaixa esse momento, briga para vencer de novo”, finaliza.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.