Chaves do Pix já superam o dobro do número da população brasileira

Sistema de pagamento instantâneo alavanca serviços virtuais entre consumidores que buscam mais praticidade

FOTO: MARCELLO CASAL/ AGÊNCIA BRASIL

- PUBLICIDADE -

O número de chaves Pix registradas chegou a 478,3 milhões em julho de 2022, ultrapassando o dobro do número da população do Brasil (214,9 milhões), segundo dados do BC (Banco Central). Impulsionado por essa forma de pagamento, o mobile banking, transação financeira feita remotamente com o uso de um dispositivo móvel, como tablet e smartphone, vem ganhando cada vez mais espaço.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

As transações com o Pix em maio de 2022 somaram R$ 889 bilhões e tiveram valor médio de R$ 461. As novas modalidades também vêm crescendo desde o fim do ano passado. Em julho, o número de transações de Pix Saque atingiu 268 milhões e de Pix Troco, 3,1 milhões.

A maiorias das chaves Pix cadastradas é aleatória (190,3 milhões, 39,78%). Já 108,8 milhões (22,75%) usam o CPF; 100,3 milhões (22,75%), o celular; 70,3 milhões (14,71%), o email; e 8,4 milhões (1,77%) o CNPJ.

A preferência pelo digital

Segundo dados da Pesquisa Febraban de Tecnologia Bancária 2022, da Federação Brasileira de Bancos, sete em cada dez movimentações bancárias são realizadas por meio de canais digitais. Entre o total de movimentações, 56% são de celular, 14% de internet, 16%  de pontos de venda no comércio, 6% de autoatendimento, 3% de correspondentes, 3% de agências bancárias e 2% de contact centers.

Houve um salto de 75% nas transações financeiras por mobile banking em 2021, o que corresponde a um aumento de 7 bilhões de operações efetuadas nesse canal. A explicação para o crescimento é o aumento das transações com movimentação financeira, como crédito, pagamento de contas e Pix. As transações com movimentação financeira realizadas pelo internet banking apresentaram uma elevação de 5% no mesmo período.

Somente em 2021 mais de 4,5 bilhões de pagamentos instantâneos foram feitos. No mesmo período, as instituições da área registraram uma movimentação de R$ 119,5 bilhões, valor que representa um crescimento de 15% em relação ao período anterior. O mobile banking teve o volume de transações ampliado em 28%, saltando de 52,6 bilhões para 67,1 bilhões.

Já o número de usuários que realizam mais de 30 Pix por mês chegou, em março de 2022, a quase 3,9 milhões, aumento de 809% em relação aos 12 meses anteriores. No mesmo mês, foram contabilizados 29,6 milhões de usuários cadastrados no Pix. A expectativa é que em 2025 sejam 51 milhões, alta de 72%.

Queda do DOC/TED

Ao contrário do Pix, o DOC e o TED registraram queda de 26% no mobile banking e de 38% no internet banking. Também caíram os número de saques nas agências e postos de atendimento bancário. Mesmo assim, houve um aumento de 10% dessas operações, que pode ser atribuído à retomada na utilização de dinheiro em espécie após uma queda no primeiro ano da pandemia.

 *Via R7
-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.