Criciúma: estudantes participam da Feira Regional de Matemática

Evento reuniu 44 trabalhos de escolas públicas e particulares para socializar pesquisas, vivências e experiências matemáticas


- PUBLICIDADE -

Estimular professores e estudantes a desenvolverem atividades, pesquisas e experiências nas áreas de conhecimento da Matemática, é o foco da Feira Regional de Matemática em Criciúma. A oitava edição da feira aconteceu nesta quarta-feira (17) e, por meio da Secretaria Municipal de Educação, as escolas municipais participaram apresentando seus trabalhos que foram desenvolvidos durante o primeiro semestre do ano. O evento iniciou as 8h no ginásio da Universidade do Extremo Sul Catarinense (Unesc), e ao todo reuniu 44 trabalhos de escolas públicas e particulares dos municípios de Criciúma, Içara, Balneário Rincão, Forquilhinha e Lauro Müller.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

Segundo a coordenadora dos Clubes de Matemática, Karine Luiz Calegari Mrotskoski, depois de dois anos sem acontecer por conta da pandemia, neste ano o evento voltou a ser realizado de forma presencial, com a participação de estudantes da educação infantil, ensino fundamental, ensino médio e profissionalizante, e educação superior. Além de professores da rede pública e privada e da comunidade em geral.

“Essas experiências que são proporcionadas nas práticas matemáticas durante o evento, contribuem para uma socialização de experiências pedagógicas com as demais instituições de ensino da região, o que ajuda a despertar cada vez mais o interesse dos estudantes pela matemática”, destacou.

Interação entre as Instituições de Ensino

A comissão organizadora da feira é composta por representantes de quatro instituições de Criciúma: a Coordenadoria Regional de Educação (CRE), a Secretaria Municipal de Educação, a Universidade do Extremo Sul Catarinense (UNESC) e o Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC).

“A parceria entre as entidades e Instituições de Ensino no evento, proporcionam momentos de interação e socialização de diferentes trabalhos entre os participantes e visitantes. Essas experiências também contribuem para a melhoria da qualidade de ensino com a proposta de novas metodologias, facilitando o aprendizado e estudo da Matemática”, ressaltou a coordenadora.

Para o secretário de Educação, Miri Dagostim, a Feira Regional de Matemática é um espaço de divulgação dos trabalhos que são realizados desde o início do ano nas escolas. “É um momento em que, por meio das interações, os estudantes compartilham práticas e atividades ligadas a matemática, além de mostrarem o resultado dos trabalhos produzidos”, ponderou.

Classificação para a Feira Estadual de Matemática

Os trabalhos que se destacaram durante o evento, receberam indicação para participar da XXXII Feira Estadual de Matemática, que acontecerá em outubro na cidade de Timbó. “Em relação a região da Amrec teremos 7 vagas: categoria de educação infantil, anos iniciais e finais do ensino fundamental, ensino médio, ensino superior, professores e comunidade, sendo uma vaga para cada categoria”, frisou Karine.

Foram selecionadas para a etapa estadual da Feira de Matemática as seguintes escolas: Escola de Ensino Fundamental (EEF) Dimer Pizzetti, Colégio Interação, Escola Municipal de Educação Básica (EMEB) Angelo de Luca, Escola de Educação Básica (EEB) Walter Holthausen e Escola de Educação Básica (EEB) João Frassetto.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.