28.8 C
Criciúma
quinta-feira, fevereiro 29, 2024

Candidatos a governador recebem demandas das universidades comunitárias

Os candidatos a governador de Santa Catarina que participaram do debate realizado na Unesc na manhã desta terça-feira, 30, deixaram o Auditório Ruy Hülse com um documento contando as demandas das universidades comunitárias.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

Elaborado pela Associação Catarinense das Fundações Educacionais (Acafe), ele foi entregue pela reitora Luciane Bisognin Ceretta, pelo reitora da Unibave, Guilherme Valente de Souza e pelo presidente do Conselho dos DCE’s da Acafe e presidente do DCE da Universidade, Vittor Teixeira. “Peço que os candidatos olhem sempre para as Universidades Comunitárias catarinenses como esta mola propulsora do desenvolvimento como a melhor parceira que podem ter, não só para promover a educação de excelência, mas para ajudar no desenvolvimento do estado. As nossas 14 instituições comunitárias estão à disposição agora e depois, onde quer que os senhores candidatos estejam, para apoiar o acesso e a permanência dos nossos estudantes, a exemplo do que vem sendo feito ao longo de tantos anos”, destaca Luciane.

 

Presidente do Diretório Central dos Estudantes (DCE), Vittor Teixeira acompanhou de perto o embate entre os postulantes à Casa D’Agronômica e destacou a representatividade do evento ocorrido no campus da Universidade. “Como comunitária, a nossa Universidade representa o crescimento e o desenvolvimento social e econômico de nossa região. Estar aqui significa muito e nós como estudantes acompanhamos para ver quem citou investimentos em bolsas, em educação e o que cada um pensa sobre a importância das universidades comunitárias”, salienta.

 

Missão da Universidade

Conforme a reitora, Luciane Bisognin Ceretta, também é missão da Unesc, como Universidade Comunitária, apoiar iniciativas que possibilitem a apresentação de ideias à comunidade da região. “Somos um centro de produção de conhecimento e é uma ação de defesa da Democracia oportunizar um debate em que os candidatos têm a oportunidade de apresentar as suas ideias, as suas proposições, o que pretendem e para o nosso estado, para a nossa região. Hoje é mais uma das ações que nos coloca no caminho de nossa missão, enquanto Universidade Comunitária, envolvida com as questões da nossa região e com a formação acadêmica associada à realidade e focada no apoio ao desenvolvimento social e  melhoria da qualidade de vida das pessoas e em defesa da democracia”, pontua.

Últimas