18 C
Criciúma
terça-feira, abril 23, 2024

Binário da Santos Dumont: construções de obras de arte atingem 60%

As obras de arte especiais do Binário da Santos Dumont já dominam o bairro São Luiz com as suas estruturas. O viaduto e a trincheira mudarão o tráfego de pedestres e veículos no município efetivamente. As obras seguem a todo vapor e já estão 60% concluídas. Os trabalhos seguem, pela empresa vencedora do processo licitatório, nas duas estruturas. A segunda etapa conta com um investimento de quase R$ 16,7 milhões em obras de pavimentação, urbanização, arte especiais e complementares.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

No viaduto, as obras continuam na fase de concretagem da parte superior, conclusão do assoalho do viaduto e guarda-corpo. Já a construção da trincheira está quase concluída e as obras seguem no muro de contenção e na finalização do muro de solo reforçado com geomanta (grama). “Além das duas estruturas, estamos realizando a drenagem, principalmente dos acessos nas ruas Campos Sales, Raimundo Pucher e Presidente Prudente. A nossa intenção é liberar para o tráfego de veículos, naquela região, até o fim de agosto”, explica o secretário de Infraestrutura, Planejamento e Mobilidade Urbana Tita Belolli.

O viaduto passará sobre a Avenida Santos Dumont no sentido da rua Desembargador Pedro Silva com a Rodovia Luiz Rosso. A trincheira passa sob a Rodovia Luiz Rosso no sentido da Avenida Carlos Pinto Sampaio. O vão da trincheira está previsto no projeto com uma altura de 5.27 metros, e a pista com duas faixas terá uma largura total de 12 metros.

“Seguimos em ritmo acelerado na construção das duas obras de arte especiais. No mês de abril, estávamos com 30% das obras finalizadas, e agora no mês de julho pulamos para 60%. A construção das obras de arte especiais e no seu entorno mudarão a trafegabilidade do trânsito de toda a nossa cidade”, finaliza.

Binário

O Binário da Avenida Santos Dumont é uma das obras que estão sendo executadas com recursos da operação de crédito externo junto ao Fundo Financeiro para o Desenvolvimento da Bacia do Prata (Fonplata), no valor de US$ 17,2 milhões.

Últimas