Operação Sentinela: Polícia prende traficante com conexão no Paraguai

Homem de 39 anos estaria abastecendo o Sul de Santa Catarina e o norte do Rio Grande do Sul com armas e drogas

Foto: Divulgação Polícia Civil
- PUBLICIDADE -

Na primeira fase da Operação Sentinela, a Polícia Civil tomou conhecimento, por intermédio de “denúncia anônima”, que um indivíduo de nome M. A. C., de 39 anos, estaria praticando o tráfico na região de Urussanga, associado a outros suspeitos, um deles identificado como M. M. B., 26 anos, sendo instaurado inquérito policial para apurar os fatos.

Em 22 maio de 2021, a Polícia Militar acabou abordando M. A. C. e M. M. B., na cidade de Urussanga, na posse de 321 gramas maconha, dinheiro e celulares, em veículo conduzido por M. A. C. M. M. B. teria assumido a propriedade da droga, tendo sido encontrada mais maconha em sua residência, sendo preso em flagrante por tráfico.

- PUBLICIDADE -

Na continuidade dos trabalhos, identificou-se que M. A. C. passou a utilizar uma casa em Cocal do Sul para esconder a droga e estaria fazendo uso de um veículo GM/Corsa, prata, para trazer drogas de Foz do Iguaçu. Tal veículo foi até Foz e voltou no dia 31 de maio com grande quantidade de maconha. Já no 02 de junho o veículo foi novamente para Foz do Iguaçu, retornando no mesmo dia, quando acabou sendo abordado pela PRF em Realeza, sendo apreendidos 50 kg de maconha, tendo M. B. T. G., 22 anos, sido preso em flagrante delito na madrugada do dia 03 de junho.

Diante disso, na manhã de 04 de junho foram cumpridos 9 mandados de busca e apreensão nas cidades de Urussanga, Cocal do Sul, Morro da Fumaça e Jaguaruna para buscas de provas, sendo encontrada maconha em uma residência de Cocal do Sul e o proprietário M. G. da S., de 27 anos, associado de M. A. C. sido preso em flagrante por tráfico e associação para o tráfico. M. A. C., de 39 anos, não foi localizado.

Da segunda fase:

Diante das provas encontradas ao longo da investigação, a Polícia Civil requereu à Justiça, com manifestação favorável do Ministério Público a prisão preventiva de M. B. T. G., 22 anos, M. G. da S., de 27 anos, M. M. B., 26 anos, e M. A. C., de 39 anos, pela participação na organização criminosa destinada ao tráfico de drogas em Urussanga e região. Foram cumpridos 3 dos 4 mandados deferidos: M. B. T. G., 22 anos, M. G. da S., de 27 anos, e M. M. B., 26 anos. Os elementos de prova indicam que o investigado M. A. C. em uma semana teria trazido 100 quilos de maconha e traria mais 50 quilos quando seu “mula” foi preso em Realeza.

Da terceira fase:

Após a identificação do paradeiro deM. A. C., de 39 anos,  ele foi preso escondido em uma residência de Balneário Esplanada, em Jaguaruna. Também foi preso P. J. M. B, 24 anos. P., um grande fornecedor de drogas do Sul de Santa Catarina, com conexões no Paraguai.

Além das duas prisões preventivas foram cumpridos duas medidas cautelares de busca e apreensão em residências nas cidades de Içara e Criciúma, a fim de se buscar mais provas sobre a organização criminosa que está sendo investigada pela Polícia Civil. Foram apreendidos celulares, dinheiro e um Jeep/Renegade.

Desde o início da operação, há o apoio da Polícia Rodoviária Federal, Instituto Geral de Perícias e da Polícia Militar de Santa Catarina. Ressalta-se também a agilidade do Poder Judiciário e do Ministério Público de Santa Catarina.

Participaram da operação, policiais civis de Urussanga, Orleans, Cocal do Sul, Morro da Fumaça, Içara e Criciúma.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.