Nacional: Lázaro é preso em Goiás, diz governador

Acusado de matar 4 da mesma família em Ceilândia (DF), serial killer estava fugindo em zonas rurais há 20 dias

Fonte: R7
- PUBLICIDADE -

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, afirmou na manhã desta segunda-feira (28) que o foragido Lázaro Barboza foi preso. A publicação foi feita nas redes sociais de Caiado.

“Acabo de receber uma informação de todas as forças de segurança que estão ali na região de Cocalzinho que o Lázaro foi preso. Cumprimentar a todos aqueles que estão ali há vários dias trocando informações e chegando a esse resultado final, com a prisão do Lázaro”, afirmou o governador de Goiás.

- PUBLICIDADE -

O foragido foi finalmente capturado após 20 dias em fuga na zona rural de Goiás. Lázaro, de 32 anos, é apontado como responsável pela morte de quatro pessoas da mesma família em Ceilândia, na região administrativa do Distrito Federal. A busca pelo acusado mobilizou centenas de policiais lotados no Distrito Federal e em Goiás.

Na última quinta-feira (24), dois suspeitos de facilitar a fuga do criminoso foram presos. As buscas haviam sido intensificadas. Dois helicópteros foram acionados, houve reforço no número de viaturas mobilizadas e o secretário de segurança de Goiás, Rodney Miranda, se dirigiu a região de buscas intensas no município de Girassol, que teve seu acesso fechado à imprensa por uma barreira policial. As equipes passaram por lá por volta de 14h às 17h, quando voltaram para a base, montada em uma escola municipal. No início da noite as equipes retornaram à região, onde quatro peritos foram acionados, e por volta das 19h40 deixaram a área em direção à base.

Em duas semanas, ele matou pelo menos quatro pessoas, baleou outras três e fez reféns em chácaras. No passado, além dos crimes na Bahia, se envolveu com agressões em Goiás, roubos e estupros em Brasília.

Além do massacre da família Vidal, de acordo com a Polícia Civil, Lázaro coleciona três mandados de prisão em aberto por roubos e estupro, em Goiás, e por um homicídio na Bahia. No Distrito Federal, ele é investigado por homicídio e roubo seguido de estupro. Além disso, o acusado está foragido da penitenciária de Águas Lindas de Goiás há mais de três anos.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.