SC anuncia recursos para a realização do espetáculo “A Tomada de Laguna”

Governador Carlos Moisés recebeu o Título de Cidadão Lagunense

Foto: Divulgação
- PUBLICIDADE -

O governador Carlos Moisés garantiu o repasse de R$ 500 mil, via convênio, para a retomada da realização do espetáculo “A Tomada de Laguna”, um importante resgate histórico do município e do estado. O chefe do Executivo estadual fez o anúncio durante a solenidade em que recebeu o Título de Cidadão Lagunense, na noite desta quinta-feira, 5, em Laguna. A honraria é concedida pela Câmara de Vereadores em reconhecimento à prestação de serviços em prol do desenvolvimento da cidade. A homenagem foi apresentada após aprovação, de forma unânime, de um decreto legislativo pelo parlamento local.

- PUBLICIDADE -

O governador agradeceu pelo título recebido e destacou os projetos e obras em andamento para a cidade e região. “Sinto-me honrado, agradecido. Certamente vamos trabalhar muito para retribuir todo esse carinho que temos ao povo de Laguna. Vamos avançar muito em novos investimentos para a região Sul, para que possamos evoluir nas ações, melhorando a qualidade de vida das pessoas. A efetivação do espetáculo ‘A Tomada de Laguna’ vai movimentar a cultura e o turismo, e vai trazer benefícios não só para o povo deste município, mas para todos aqueles que vão conhecer a nossa história”, disse Carlos Moisés.

Para o prefeito de Laguna, Samir Ahmad, o anúncio do repasse do recurso para a realização do evento surpreendeu positivamente. “Foi uma grata surpresa. Com esse recurso, somado aos do município e aos da iniciativa privada, vamos resgatar esse grande evento da maneira mais magnífica que poderia haver. Vai elevar ainda mais a autoestima da população lagunense”, projetou Samir.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.