Obras emergenciais em ponte de Braço do Norte começam na próxima semana

Desde o fim de semana, está proibida a passagem de caminhões de carga superior a 20 toneladas devido a um dano estrutural constatado no local

Foto: Divulgação/SIE

- PUBLICIDADE -

Está marcado para a próxima semana, o começo das obras emergenciais de recuperação ponte da SC-370, que fica na altura da comunidade de Travessão, entre Braço do Norte e Gravatal (Km 153+600), no Sul de Santa Catarina. O objetivo da Secretaria de Estado da Infraestrutura e Mobilidade é garantir a liberação total do tráfego no trecho. Desde o fim de semana, está proibida a passagem de caminhões de carga superior a 20 toneladas, devido a um dano estrutural constatado no local. Continua permitida a passagem de carros, motos e outros veículos com carga inferior a 20 toneladas.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

- PUBLICIDADE -

“A limitação de carga sobre a ponte é uma medida de segurança, que é o nosso principal compromisso. A estrutura está comprometida e de maneira nenhuma podemos permitir que as pessoas corram risco”, explicou o secretário de Estado da Infraestrutura e Mobilidade, Thiago Vieira.

Inicialmente, serão reforçados pilares e a contenção de gabião. Além disso, será feito o tratamento de fissuras. Paralelamente ao serviço emergencial, técnicos da SIE estudam a solução definitiva para o problema.

Rota alternativa – Como caminho alternativo, enquanto a ponte não é liberada, condutores de veículos com passagem proibida pela ponte podem utilizar a SC-390, entre os municípios de Tubarão e Orleans (passando por Pedras Grandes), sendo que:

– O acesso à SC-390 por Tubarão fica no entroncamento com a BR-101 (próximo ao Túnel do Formigão);

– O acesso à SC-390 por Orleans fica no entroncamento com a SC-108 (rótula do Supermercado São Pedro – apenas referência).

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.