Junho já é um dos meses mais letais da pandemia em Criciúma

Até o momento, já foram registrados em junho 76 óbitos devido a Covid-19 em Criciúma; neste domingo (27) a cidade registrou mais três mortes

Foto: Ricardo Wolffenbuttel/Secom
- PUBLICIDADE -

O mês de junho deste ano ainda não acabou e já é um dos mais letais desde o início da pandemia da Covid-19 em Criciúma. Neste domingo (27), a cidade registrou mais três óbitos sendo de uma mulher de 57 anos e dois homens de 62 e 70 anos. Já no sábado (26), foi registrada a morte de uma mulher de 55 anos.

Com isso, a cidade chega a 575 pessoas que perderam a vida desde o início da pandemia. Apenas em junho, até o momento, foram registradas 76 mortes. Número que se aproxima do mês de abril que registrou 80 mortes e foi, até então, o mais letal no município.

- PUBLICIDADE -

De acordo com o boletim epidemiológico da Prefeitura de Criciúma deste domingo (27), do total de mortes registradas no município, 56% foram de homens e 44% de mulheres. Entretanto, em número total de casos registrados, a maioria é de mulheres (54,3%) e a menor quantidade foi registrada em homens (45,7% dos casos).

Atualmente, estão internadas em Criciúma 150 pessoas e, destas, 52 estão em UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Entre os internados, 83 são moradores da cidade e 67 são de outros municípios.

Mais de 100 mil doses de vacinas aplicadas

Já são mais de 100 mil doses da vacina contra a Covid-19 aplicadas em Criciúma. De acordo com o boletim, 82.031 pessoas receberam a primeira dose do imunizante e 24.085 a segunda dose. Além destas, 1.403 receberam a vacina da Janssen que é de dose única, perfazendo um total de 107.519 doses da vacina aplicadas.

Atualmente, a vacinação no município está sendo realizada em pessoas com 45 anos ou mais, além dos grupos prioritários, incluindo as lactantes, gestantes e puérperas que recentemente entraram no grupo.

Além disso, a cidade tem 784 casos ativos de Covid-19, sendo que desde o início da pandemia foram registrados 35.523 casos da doença. Destes casos, 33.894 foram recuperados.

UTIs seguem lotadas no Sul de SC

A região Sul segue com um alto número de ocupação de UTIs (Unidades de Terapia Intensiva). Atualmente, segundo o governo do Estado, a região é a segunda com maior número de ocupação, com 96,7% de ocupação.

Dos 132 leitos ativos, 128 estão ocupados e quatro estão livres em toda a região Sul de Santa Catarina.

Via ND+

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.