Destaque no Sul, Içara completa 60 anos de emancipação

Município chega às seis décadas de emancipação político-administrativa com uma das econômicas mais fortes e diversificadas da Região Carbonífera (Amrec)

Foto: Nilton Alves/ TN

- PUBLICIDADE -

Içara

Terra de um povo trabalhador, determinado, que almeja e conquista. Cidade privilegiada pela localização, mas que investe, diariamente, em melhorias que levam ao desenvolvimento socioeconômico. Com seis décadas de história, Içara celebra, oficialmente, o seu aniversário de emancipação político-administrativa no dia 30 de dezembro e o que mais tem, são motivos para comemorar.

- PUBLICIDADE -

“Içara é uma cidade que tem crescido muito. São seis décadas de avanços. É um município promissor pela localização geográfica privilegiada, são 21 quilômetros de BR-101, que é o corredor do Mercosul – um eixo para o escoamento de produção e, ao mesmo tempo, o acesso aos demais municípios da região. É uma terra abundante, seja para instalação de novos loteamentos, com condomínios para moradia, seja para implantação de empresas”, comemora a prefeita, Dalvania Pereira Cardoso.

Reconhecida no Estado como a Capital Catarinense do Mel, Içara investe em inúmeros ramos econômicos, desde a agricultura, às indústrias e comércios. O município faz limite com Sangão, Morro da Fumaça, Criciúma, Araranguá, Balneário Rincão e Jaguaruna e, atualmente, possui cerca de 60 mil habitantes. O início da colonização na cidade foi há mais de 240 anos, por povos oriundos da África, Itália, Polônia e dos Açores.

Referência no Estado

E do cultivo de um único produto, veio a referência em toda Santa Catarina. “Nesse contexto, Içara, economicamente, se diferencia pela diversificação. Costumo citar, é a Capital Catarinense do Mel – item que neste último ano bateu todos recordes de exportação e virou o segundo mais exportado no município, em função de ser um item fitoterápico e, com a pandemia, a Europa comprou muito mel”, enfatiza Dalvania.

As potencialidades não se resumem somente ao cultivo do mel. Com o passar dos anos, Içara se consolidou em outros ramos econômicos. “Ela se destaca também na produção de fitas cerâmicas, na segunda maior exportadora do Brasil de implementos rodoviários, na produção de descartáveis plásticos na América Latina e na produção de picolé, que foi a grande novidade no ultimo ano. Além de uma agricultura forte, pujante, que sempre esteve alinhada ao movimento econômico da cidade”, enfatiza a prefeita.

Das características que mais representam Içara está a força de uma população trabalhadora. “Nós temos empreendedores de renome nacional, empresas de fora que optaram por se instalar na cidade, porque acreditam nesse potencial de desenvolvimento. O povo enxerga o município promissor, mas ele quer que a qualidade de vida acompanhe esse crescimento”, finaliza Dalvania.

Leia o caderno especial em alusão aos 60 anos do município de Içara na edição desta quinta-feira, dia 23, do jornal Tribuna de Notícias

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.