Covid em SC: média móvel de casos tem queda de 14% em uma semana

A redução também foi registrada no número de casos ativos. Segundo os dados da SES, a média móvel passou de 12,8 mil casos ativos para 11,7 mil entre a primeira e a segunda semana de agosto

Foto: Cristiano Estrela/Secom/SC

- PUBLICIDADE -

Boletim elaborado pela Diretoria de Vigilância Epidemiológica (Dive) da Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgado nesta quarta-feira (11) mostra que a média móvel de casos de Covid-19 em Santa Catarina teve uma redução de 14% em sete dias. De acordo com o estudo, o Estado havia registrado, em média, 1.584 casos por dia na semana epidemiológica 30 (início de agosto). Agora, na semana epidemiológica 31, a média caiu para 1.364 novos casos/dia.

A redução também foi registrada no número de casos ativos. Segundo os dados da SES, a média móvel passou de 12,8 mil casos ativos para 11,7 mil entre a primeira e a segunda semana de agosto. O recuo é de 8,2%. O volume de contaminados simultaneamente com o Coronavírus em Santa Catarina é o menor de 2021. Com o avanço da vacinação, o número encolheu progressivamente a partir de meados de maio.

- PUBLICIDADE -

Nas últimas semanas, há redução no número de casos de Covid-19 em todas as faixas etárias. A faixa etária entre 0 e 39 anos, que concentra o maior número de pessoas não vacinas, corresponde ao maior número de casos confirmados em comparação aos outros grupos de idade.

No mesmo sentido, o registro de óbitos também diminuiu. Entre a semana epidemiológica 30 e a 31, o total de mortes pela doença passou de 149 para 142, e a média diária de 21 para 20. Na análise das regiões, as maiores reduções foram percebidas no Planalto Norte (-100%), Extremo-Sul (-60%), Serra (-56%), Carbonífera (-40%), Oeste (-36%), e Meio-Oeste (-33%).

Foto: Reprodução/SES
Foto: Reprodução/SES

Tendência de casos e óbitos

Segundo a projeção da Dive, Santa Catarina deve registrar 9,7 mil casos de Covid-19 entre 8 e 17 de agosto. A média é de 970 novos casos diariamente. O órgão também prevê 250 óbitos, média de 25 por dia.

Para as próximas semanas, nove regiões de saúde apresentam tendência de queda nos óbitos: Alto Uruguai Catarinense, Alto Vale do Rio do Peixe, Carbonífera Extremo-Oeste, Meio-Oeste, Oeste, Planalto Norte, Serra Catarinense e Xanxerê.

Uma região de saúde apresentam tendência estacionária nos óbitos: Alto Vale do Itajaí.

E seis regiões de saúde apresentam tendência de crescimento nos óbitos: Extremo-Sul, Foz do Rio Itajaí, Grande Florianópolis, Laguna, Médio Vale do Itajaí e Nordeste.

Via Rede Catarinense de Noticias 

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.