Paulo Baier destaca superação ao desgaste físico dos atletas no jogo

Ele lembrou a sequência de cinco jogos que o Criciúma está sem perder e projeta melhorias ao longo da temporada

Reprodução TV Tigre
- PUBLICIDADE -

Érik Borges

Criciúma

- PUBLICIDADE -

O técnico Paulo Baier, em coletiva de imprensa realizada neste domingo, dia 13, após a vitória por 2×1 sobre o Ypiranga/RS, no estádio Heriberto Hülse, destacou a superação que os atletas tiveram com relação ao desgaste físico no jogo. Ele lembrou a sequência de jogos que o clube está realizando às quartas-feiras e domingos. “Nós decaímos na parte de cansado, porque estamos em meio a uma maratona de jogos e ninguém aqui é maquina. Mas suportaram muito bem, estou muito feliz e muito satisfeito, assim como o torcedor. São cinco jogos sem perder e é importante o Criciúma crescer aos poucos. A gente tende a melhorar ainda”, projeta Baier.

Ainda com relação ao jogo, ele explica que as mudanças de peças foram realizadas justamente pelo cansado. “O Eduardo estava muito cansado, exausto. Jogamos hoje no limite e o maior objetivo era buscar os 3 pontos. Fizemos um grande primeiro tempo. Eu alertei eles no vestiário, porque a gente que jogou bola durante 21 anos sabe que o resultado de 2×0 é o pior resultado que tem. Porque o adversário diminui para 2×1 e pressiona, mas depois isso se corrigiu com a entrada do Genilson”, declara Baier.

Ele acrescenta que o Criciúma tomou pressão porque jogou contra o então líder do campeonato, com jogadores de qualidade, o que segundo ele, valoriza muito mais a nossa vitória. “O Ypiranga com resultado atrás procurou botar linha de quatro na frente com centroavantes e dois extremos. Mas nós conseguimos sair com o resultado positivo”, diz Baier.

Com relação ao número de gols nas últimas partidas, o técnico destaca o trabalho do dia a dia. “Estamos ajustando aos poucos as finalizações. Eu estou muito satisfeito com todos. Tanto com os que vem jogando, como também os que vem entrando. A luta é muito intensa e eles querem isso”, diz Baier.

Ele lembra que ainda há jogadores que chegaram recentemente ao clube e que estão recuperando a parte física antes de serem colocados para os jogos. “Tem mais alguns jogadores que a gente está recuperando parte física. Não adianta botar jogar sem estar 100% fisicamente. Eu gostaria de contar com todo mundo, mas entendo o lado do jogador porque a cobrança é muito grande e tem que estar bem fisicamente. E esse grupo é sensacional de trabalhar, sem nenhuma vaidade e a gente está conseguindo controlar bem”, finaliza Baier.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.