- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Florianópolis

- PUBLICIDADE -

Fotos: Celso da Luz/CEC

Os jovens do Criciúma – mesclados com alguns jogadores mais experientes – surpreenderam o Figueirense, na Capital,  na noite desta quarta-feira, e venceram por 3 a 1. O gol que abriu o placar foi marcado pelo veterano centroavante Marcão aos 32 minutos do primeiro tempo, após boa cobrança de falta do jovem Varolo. Aos 38 minutos da segunda etapa, Pedrinho ampliou para o Tricolor Carvoeiro. Dois minutos depois, Paolo descontou. Ainda deu tempo de Eduardo Melo fazer o terceiro aos 52 minutos da etapa final. Com o resultado, o Tigre, que foi comandado pelos auxiliares Aléssio Antunes e Lalo, renasce na Copa Santa Catarina e volta ao G4 da competição.

> Clique aqui e receba as principais notícias do sul catarinense no WhatsApp

Agora, o Criciúma tem os mesmos seis pontos do Marcílio Dias, quarto colocado na tabela, mas leva vantagem nos critérios de desempate e tem pela frente ainda o mesmo time de Itajaí, no Majestoso, e o Joinville, no Norte do Estado, antes do final da primeira fase. Os quatro primeiros se classificam para a próxima fase da competição estadual.

O goleiro Roberto foi um dos destaques da partida com, no mínimo, três grandes defesas em momentos de pressão do Figueirense no primeiro e também no segundo tempo. Os garotos do Criciúma conseguiram suportar bem as chances criadas pelo adversário.

O time de Capital começou a partida buscando o ataque, enquanto os jovens carvoeiros se defendiam bem e saiam em velocidade nos contra-ataques, demonstrando muita vontade. Porém, o Figueirense estabeleceu uma pressão inicial. Aos sete minutos, Foguinho bateu forte, de fora de área, Roberto defendeu parcialmente, na volta, Andrew finalizou na trave, a bola correu em cima da linha e o camisa 1 do Criciúma defendeu. No minuto seguinte, novamente Andrew, ex-jogador do Criciúma, correu pela esquerda, passou por Daniel e cruzou para Bruno Paraíba que não pegou bem na bola que saiu. O camisa 9 do Figueirense estava na marca do pênalti, mas desperdiçou. Pressão do Figueira. Aos nove minutos, Garré bateu escanteio e Guilherme Teixeira cabeceou pela linha de fundo. Aos 14 minutos, Garré finalizou mascado, a bola sobrou no meio da área para Andrew, que finalizou forte, mas a bola subiu. A defesa carvoeira apresentava desorganização, principalmente no meio. O Tricolor Carvoeiro não conseguia manter a bola no campo de ataque.

A partir dos 15 minutos, o Criciúma conseguiu equilibrar mais a partida, novamente, e passou a chegar mais ao ataque também. Aos 25 minutos, Vinícius Kiss cruzou alto da direita, Andrew tentou cabecear, mas a bola saiu. Na metade da primeira etapa, o jogo ficou mais truncado, com muitos passes errados de ambos os lados. O sistema defensivo do Criciúma se acertou e passou a anular as chegadas do Figueirense. Aos 32 minutos, Varolo cobrou falta na intermediária pela direita, a bola quicou na frente de Rodolfo Castro, que não conseguiu segurar, e Marcão completou para a rede: 1 a 0 para o Criciúma, na primeira chegada efetiva do Tigre na partida.

Aos 37 minutos, Bruno Paraíba foi lançado pela esquerda, ele invadiu a área e finalizou pela linha de fundo, a bola chegou a bater na rede pelo lado de fora. O time da casa sentiu o gol sofrido e o Criciúma cresceu em campo, tomando as rédeas da partida. O primeiro tempo encerrou com o Tigre, se defendendo bem, melhor no jogo e dominando o confronto.

Goleiro brilha também na segunda etapa

O Tigre voltou bem para a etapa final, mantendo o controle da partida e saindo rápido para os contra-ataques. O time da Capital errava muitos passes e aparentava nervosismo na busca de um possível empate. Aos oito minutos, Oberdan apareceu pela esquerda e cruzou, quando Andrew iria cabecear, Jessé cabeceou para escanteio. No minuto seguinte, Lucas Silva cruzou da direita e Vinícius Kiss cabeceou para a grande defesa de Roberto. Pressão do Figueirense.  Aos 12 minutos, Bruno Paraíba foi lançado pela esquerda, ele evitou a saída da bola e bateu para boa defesa de Roberto, que se destacava na partida. Aos 15 minutos, Oberdan bateu da intermediária e o camisa 1 do Criciúma pegou mais uma.

Aos 23 minutos, Foguinho cobrou falta da esquerda, mas o zagueiro Rayne errou o alvo e desperdiçou a chance de empatar a partida. O Tigre era pressionado pelo adversário que não conseguia igualar. Aos 25 minutos, Paolo fez boa jogada e tocou para Gustavo Índio, que bateu, já na área, mas Roberto pegou. Aos 29 minutos, Lucas Veber cruzou da direita, Bruno Paraíba caiu e pediu pênalti. O jogador do Figueirense alegou ter sido empurrado pelo zagueiro do Criciúma, mas o árbitro nada marcou.

Na etapa final, novidades como o meia Gabriel Machado, o meia-atacante Pedrinho e o lateral direito Lucas Alencar foram lançados por Aléssio Antunes e Lalo. Os atletas são integrantes do time Sub-20 do Criciúma. Aos 36 minutos, Oberdan, novamente, bateu de fora e Roberto, também mais uma vez, fez grande defesa para escanteio. Aos 38 minutos, em contra-ataque rápido, dois jogadores do Tigre ficaram frente a frente com Rodolfo Castro, João Carlos arrancou em velocidade e tocou para Pedrinho marcar 2 a 0 para o Criciúma. Porém, dois minutos depois, Paolo apareceu bem pela esquerda, driblou dois, invadiu a área e deslocou Roberto para descontar: 2 a 1. Aos 45 minutos, novamente João Carlos arrancou pela direita e foi derrubado por Andrew. Falta e expulsão do atleta do Figueirense, que já tinha amarelo. Nos acréscimos ainda deu tempo de Roberto fazer mais um milagre, nos pés de Gustavo Índio. No final, Eduardo Melo marcou o terceiro, em novo contra-ataque, aos 52 minutos e confirmou a segunda vitória do Criciúma na Copa Santa Catarina.

Copa Santa Catarina – Primeira Fase – Turno Único – 5ª rodada

Quarta-feira (13/10) – 20 horas – estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis

FIGUEIRENSE

Rodolfo Castro; Everton Santos (Lucas Veber), Rayne, Guilherme Teixeira e Foguinho (Mirandinha); Vinícius Kiss, Oberdan e Garré (Gustavo Índio); Lucas Silva (Paolo), Bruno Paraíba e Andrew. Técnico: Jorginho

CRICIÚMA

Roberto; Daniel, Jessé, Zé Marcos e Guilherme (Lucas Alencar); Léo Gonçalves, Renan Areias, Rullian (Pedrinho) e Varolo (João Carlos); Maranhão (Gabriel Machado) e Marcão (Eduardo Melo). Técnicos: Aléssio Antunes e Lalo (auxiliares)

Arbitragem: Cinésio Mendes Júnior; Auxiliares: Bruno Muller e Hector Andrew Lisboa Jacques

GOLS: Marcão (32/1T) e Pedrinho (38/2T) (C). Paolo (40/2T) (F)

Cartões Amarelos: Guilherme Teixeira e Andrew (F); Jessé e Daniel (C)

Cartões Vermelhos: Andrew (F)

Público: 238 torcedores

Renda: R$ 1.839,00

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.