Atacante curte bom momento no Tigre

PH iniciou as últimas partidas na reserva, mas conta com o prestígio do técnico Paulo Baier. Foi dele a cobrança decisiva diante do América pela Copa do Brasil

- PUBLICIDADE -

Tiago Monte

Criciúma

- PUBLICIDADE -

PH vive bom momento pelo Criciúma. Presente nos cinco jogos que o clube disputou desde a chegada dele, o atacante ainda não perdeu com a camisa do Tigre. O atleta ainda ajudou a equipe a avançar para as oitavas de final da Copa do Brasil. Foi ele quem bateu o pênalti decisivo contra o América-MG, que selou a classificação carvoeira. “Sem palavras, foi muita emoção até o fim. Feliz que saímos vencedores e eu pude ajudar batendo esse pênalti tão importante para a nossa equipe. Nós sabíamos da dificuldade e da importância desse jogo da Copa do Brasil, lutamos muito e conseguimos o resultado positivo”, revela o atacante, que chegou ao Tigre após se destacar com a camisa do Hercílio Luz no Campeonato Catarinense deste ano.

O atleta exalta o começo de trabalho com o manto carvoeiro e a confiança do técnico Paulo Baier. “Tem sido um começo muito bom, com bons jogos, o que é sempre importante. Essa sequência invicta é fruto de muito trabalho. Temos conseguido executar bem aquilo que é treinado, e os resultados estão aparecendo”, valoriza o jogador, de 27 anos.

Se na Copa do Brasil a sequência é positiva, na Série C também. O Criciúma tem sete pontos somados em três jogos, e ocupa a vice-liderança do grupo B. No domingo, Tigre venceu o Ypiranga por 2 a 1. “A gente sabe que é importante começar uma competição vencendo, pontuando. Ainda mais na Série C, um torneio difícil, com times competitivos. Temos um grupo fechado, que comprou a ideia do treinador. Agora é continuar nessa pegada, pois ainda temos muito a crescer em busca do nosso principal objetivo, que é o acesso”, ressalta PH.

O Criciúma volta a campo neste sábado, às 19h. A equipe visita o Oeste, em partida válida pela quarta rodada da Série C. “A Série C é um campeonato muito disputado e a gente sabe que precisa continuar trabalhando forte, com seriedade, para seguir nesse mesmo ritmo. Dentro de casa temos que vencer sempre, não podemos deixar escapar pontos. Vamos buscar mais uma vez fazer o nosso melhor para sair com os três pontos”, finaliza.

Calote na Coréia e trabalho de açougueiro

Em 2018, PH jogou no Gimpo FC, time da terceira divisão da Coréia do Sul. Lá, não recebeu salários, teve que voltar para o Brasil e ficou sem clube por dois anos, trabalhando como açougueiro, até voltar a jogar em 2020. Após a volta da Coréia e do tempo como açougueiro, o atacante de 27 anos voltou a atuar pelo Monte Azul (SP), em 2020. No mesmo ano, defendeu o Toledo, do Paraná, e o Camboriú, de Santa Catarina, até assinar com o Hercílio Luz para esta temporada.

-- PUBLICIDADE --
Compartilhar

NOTA: O TN Sul não se responsabiliza por qualquer comentário postado, certo de que o comentário é a expressão final do titular da conta no Facebook e inteiramente responsável por qualquer ato, expressões, ações e palavras demonstrados neste local. Qualquer processo judicial é de inteira responsabilidade do comentador.